Buscar

Natal: “É preciso deixar Jesus nascer na manjedoura chamada coração”, diz padre Itacir Gasparetto

Sacerdote de Nova Andradina afirma que não podemos transformar a festa cristã em um ato pagão

Cb image default
Padre lembrou que o Natal deve ser um momento muito especial para todos - Imagem: Acácio Gomes / Nova News 

“Para celebrar o Natal em seu verdadeiro sentido, é preciso deixar Jesus nascer na manjedoura chamada coração”, disse o padre Itacir Gasparetto, do Santuário Diocesano Imaculado Coração de Maria, em Nova Andradina, durante entrevista ao Nova News na última semana.

Segundo o sacerdote, é preciso muita atenção ao comemorar o Natal, para que não haja o risco de transformarmos uma festa religiosa em um ato pagão. “O Natal é o nascimento de Jesus e é claro que as comemorações em família e as trocas de presentes são válidas, mas não é só isso. Não podemos fazer do Natal uma ocasião apenas de comércio, de comida e bebida, sem nos lembrarmos do aniversariante”, disse.

Nas palavras do padre, a conversão, a oração, a caridade para com os mais necessitados e a participação nas celebrações alusivas à data são fundamentais para todos que se dizem seguidores de Cristo.

Cb image default
Tudo seria bem melhor, se o Natal não fosse um dia, se as mães fossem Maria e se os pais fossem José e se agente se parecesse com Jesus de Nazaré, diz uma canção do Padre Zezinho - Imagem: Acácio Gomes / Nova News  

“No texto bíblico de Isaías, capítulo 9, versículo 1, lemos que ‘o povo que andava nas trevas viu uma grande luz’. Este é um texto profético que anuncia a vinda de Jesus, que é esta luz. Portanto, o Natal é o grande acontecimento, é algo muito especial para todos nós”, explica.

Itacir explicou que o nosso coração é o lugar onde Cristo deseja nascer e que, para isso, devemos estar purificados das imoralidades, desonestidades, consumismo, raiva, vingança e de outras maledicências que possam nos tornar indignos de acolher o Menino Jesus.

O padre pontuou que todos os elementos natalinos fazem parte do contexto desta época do ano. “A árvore de Natal, as luzes, os enfeites e tantas outras coisas nos ajudam a lembrar do momento especial que estamos vivendo, mas não podemos cometer o erro de deixar Jesus de fora e nos apegarmos apenas a estes itens, como se o Natal fosse um acontecimento meramente social”, alertou.

Cb image default
Não podemos comemorar o Natal deixando o aniversariante de lado, diz padre Itacir - Imagem: Acácio Gomes / Nova News

Ainda falando sobre a luz, que é o nascimento de Cristo, o sacerdote disse que todos nós devemos ser faróis que levem esta luz até aqueles que vivem nas trevas, sem esperança e sem fé. “Que não apenas no Natal, mas ao longo de todos os dias de nossa existência, não nos esqueçamos de que uma ligação, uma mensagem, um abraço, um gesto de caridade, podem fazer a diferença na vida do nosso irmão”, pontuou.

Itacir Gasparetto lembrou de um trecho de uma canção do Padre Zezinho, que diz: “Tudo seria bem melhor, se o Natal não fosse um dia, se as mães fossem Maria e se os pais fossem José e se agente se parecesse com Jesus de Nazaré”.

Cb image default
Nas palavras do padre, a conversão, a oração, a caridade para com os mais necessitados e a participação nas celebrações resumem o verdadeiro sentido do Natal - Imagem: Acácio Gomes / Nova News

Ao concluir, Itacir aproveitou a oportunidade para, em seu nome, em nome do padre Jaime Bernardi, e de toda a equipe do Santuário Diocesano Imaculado Coração de Maria, desejar um abençoado Natal e um Ano Novo cheio de realizações a todos de Nova Andradina e região.

Celebrações

Na véspera de Natal, terça-feira (24), haverá celebrações às 18h30 nas comunidades Santa Terezinha e São José, entre outras, e também às 20h, no Santuário e nas comunidades São Vicente e São Francisco, entre outras. Já no dia de Natal, quarta-feira (25), haverá celebração às 18h30 no Santuário.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.