Buscar

Pequenos negócios respondem por quase 100% dos empregos gerados em 2018

Taxas de juros em queda e a retomada do crescimento têm impulsionado a geração de empregos entre as pequenas e médias empresas no Brasil. Das 61,1 mil vagas formais de emprego abertas em fevereiro, os pequenos negócios foram responsáveis por mais de 90% desse total.

Os dados foram levantados pelo Sebrae com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). De acordo com a pesquisa, no primeiro bimestre as micro e pequenas empresas foram responsáveis por gerar 142,9 mil empregos formais, de um saldo de 143,1 mil vagas abertas no Brasil.

Setores

A maioria dos setores econômicos abriu vagas em fevereiro, em especial o setor de serviços – um importante termômetro para medir a retomada da economia. Nesse setor, foram abertas 65,9 mil vagas em todo o País, sendo 46 mil empregos gerados exclusivamente pelos pequenos negócios.

Para o economista da Fecomércio-DF, José Eustáquio Moreira, o setor de serviços não só deve continuar crescendo este ano como pode ser responsável por abrir um expressivo número de vagas no País. “O setor de serviços é o que mais vai crescer. Esse é um grande gerador de empregos”, apontou.

Segundo ele, com a retomada do poder de compra das pessoas diante da queda inflação, a demanda por serviços cresce, o que impulsiona a necessidade de contratação de pessoal. “As pessoas estão começando a utilizar serviços que haviam reduzido com a crise. Uma das coisas que se prevê é a retomada de demanda por serviços de estética, restaurantes e turismo”, ressaltou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.