Buscar

Polícia Rodoviária Federal completa 90 anos com redução de acidentes

Neste dia 24 de julho, comemoram-se 90 anos de fundação da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A corporação está sob o comando do Ministério da Justiça desde 1991 e faz parte do Poder Executivo Federal. Ela é responsável não só pela segurança das estradas brasileiras, mas também tem atuação fundamental no combate ao tráfico de drogas, armas e pessoas e à exploração sexual de crianças e adolescentes, por exemplo.

Apesar de a inauguração oficial ter sido em 1928, o primeiro quadro de profissionais da PRF foi formado só sete anos depois, em 23 de julho de 1935. Hoje, nessa data, é celebrado o Dia do Guarda Rodoviário - antes chamado de inspetor de tráfego. Conhecidos popularmente como guardas ou patrulheiros, os policiais rodoviários atuam na fiscalização de 71 mil quilômetros de rodovias e estradas federais em todo o Brasil, com operações cotidianas, intensificadas em períodos de maior movimento.

Atribuições

Os agentes da PRF fazem policiamento ostensivo, usam uniforme e têm porte de armas, mas não estão submetidos à hierarquia militar. Eles são responsáveis por evitar acidentes e garantir a tranquilidade nas rodovias federais e áreas de interesse da União, usando como parâmetro o Código Nacional de Trânsito. Também realizam ações de educação no trânsito, operações pontuais em épocas mais movimentadas, como férias e festas de final de ano, e reforços de policiamento em pontos críticos nas rodovias.

Atuação

De acordo com balanço divulgado em janeiro deste ano pela própria corporação, em 2017 houve uma queda de 2,7% no número de mortes, 3,5% de feridos, 13,8% de feridos graves e 7,5% no número de acidentes nas rodovias federais, em comparação com 2016. Segundo a PRF, a redução deve-se ao trabalho intensivo de fiscalização dos agentes, que também resultou em maior controle sobre as faltas cometidas pelos motoristas. Pelo relatório, no ano passado foram emitidos 5.853.185 autos de infração nas estradas – número 4,8% maior que em 2016.

Na frente de combate a crimes graves, a Polícia Rodoviária também demonstra resultados expressivos. No balanço de 2017, o órgão apreendeu quase 400 toneladas de maconha, 1,5 tonelada de crack, 10 toneladas de cocaína, e 9,5 milhões de pacotes de cigarros contrabandeados, além de 2.089 armas de fogo e 189.632 munições - todos os números foram maiores que no ano anterior.

Como a PRF pode te ajudar?

A PRF tem sede em Brasília, 27 superintendências regionais, 150 delegacias e 413 unidades operacionais espalhadas pelas rodovias brasileiras. Por isso, se um motorista tiver problemas na estrada, presenciar ou for vítima de um acidente, pode acionar o posto da corporação mais próximo, fazer uma denúncia ou chamado de emergência, ligando para o 191. Com as informações prestadas, a unidade envia policiamento e veículos para socorrer os envolvidos.

Como ser um policial rodoviário federal?

Para fazer parte do quadro da PRF, o interessado deve passar em concurso público nacional, ter idade entre 18 e 30 anos e ser brasileiro. Existem duas carreiras efetivas: a de policial rodoviário federal e a de agente administrativo. Atualmente, a instituição conta com cerca de 10 mil servidores policiais na ativa.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.