Buscar

Policiais civis de MS vão pedir 20% de reajuste e salário inicial de R$ 4,4 mil

Caso a proposta que a administração estadual apresentará seja inferior a expectativa da classe, no dia 01º de abril as delegacias de todo estado farão a paralisação dos serviços por 12 horas (Foto: Arquivo/Notícias MS)

Os cerca de 6 mil policiais civis de Mato Grosso do Sul definiram, em assembleia, que irão pedir reajuste de 20,20% de reajuste, mais a inflação salarial dos últimos doze meses. O salário inicial do policial civil que atualmente é de R$ 3.668,17, passaria para R$ 4.409,14.

Segundo o presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-MS), Giancarlo Miranda, os servidores querem salário compatível com o grau de escolaridade exigido para a profissão, que é superior desde 2005. “É inadmissível que um policial civil, que tem graduação em nível superior, muitos pós-graduados, recebam o salário equivalente ao de nível médio. Principalmente, aos considerarmos que o trabalho policial é uma atividade diferenciada e que é primordial para que a sociedade tenha segurança e justiça”, destacou.

Uma reunião com o Secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, apontado como interlocutor entre a categoria e o governo, está marcada para o dia 31 de março.

Caso a proposta que a administração estadual apresentará seja inferior a expectativa da classe, no dia 01º de abril as delegacias de todo estado farão a paralisação dos serviços por 12 horas como forma de alerta. 

 

“O governador Reinaldo Azambuja assinou um compromisso com os policiais civis de reposicioná-los entre os cinco melhores pagos do país, esperamos que ele cumpra o compromisso. Caso contrário, a categoria irá lutar por sua valorização, não descartando a hipótese de greve”, declarou o sindicalista.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.