Buscar

Puccinelli mandou cartinha à Globo após Jornal Nacional dizer que ele pagou para não ser preso

O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou que enviou uma cartinha à Rede Globo repudiando o erro na chamada do Jornal Nacional, da última terça-feira (20), sobre a matéria da prisão do governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, na Operação Ararath.

“Um absurdo o que aconteceu, mas eles retificaram duas vezes. Mandei uma cartinha repudiando a confusão”, afirmou Puccinelli na manhã desta sexta-feira (23).

O erro foi cometido no início do telejornal quando os apresentadores anunciam as principais matérias que serão exibidas no dia. O apresentador William Borner foi quem confundiu os governadores dos Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Entenda o caso

O governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), pagou fiança, na terça-feira (20), para não ser preso por posse ilegal de arma. Na Operação Ararath, a Polícia Federal prendeu um deputado estadual e um ex-secretário de governo suspeitos de lavagem de dinheiro.

Agentes cumpriram mandados de busca e apreensão em vários órgãos públicos. Foram recolhidos documentos e computadores no gabinete do prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), no Tribunal de Contas, no Ministério Público, e na Assembleia Legislativa.

Os policiais também fizeram buscas no apartamento do governador do Estado, Silval Barbosa. Eles encontraram uma pistola 380, que estava com o registro vencido. No fim da manhã, o governador foi levado até a sede da Policia Federal  para prestar esclarecimentos. Ele foi atuado por posse ilegal de arma, o governador pagou fiança e foi liberado.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.