Buscar

Reinaldo Azambuja assina decreto do concurso da PM e Corpo de Bombeiros

Planejamento é para fazer concurso para as carreiras militares todo ano

Imagem: Chico Ribeiro

Cb image default

O governador Reinaldo Azambuja assinou o decreto do concurso de provas para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar para o preenchimento de 650 vagas para nível médio e superior. São 450 vagas para a polícia e 200 para os bombeiros militares.

“É um Governo que trabalha com planejamento, trabalha com resultado. Depois de ouvir os comandantes chegamos ao acordo da quantidade de policiais que precisariam ser repostos, e vamos a esse concurso”, diz o secretário de Estado de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis.

O planejamento é para fazer concurso para as carreiras militares todo ano. “A cada ano mais novos 500 homens deverão entrar na nossa gloriosa Polícia Militar e ao nosso querido Corpo de Bombeiros”, conta.

Polícia Militar

Para a PM, foram disponibilizadas 388 vagas para o cargo de Soldado, 50 para Oficial Combatente e 12 para Médico. A exigência é de Nível Médio para Soldado e de Ensino Superior em Direito para Oficial Combatente. “É um Governo que realmente tem atendido o pleito da Polícia Militar Estadual”, afirma o comandante-geral da PM, coronel Waldir Ribeiro Acosta.

Bombeiro Militar

Para o Corpo de Bombeiros Militar, são 153 vagas para os soldados, sendo exigido Nível Médio. Para Oficiais Combatentes são 23 vagas. Eles são preparados para assumir o comando da corporação.

Uma das inovações do concurso é a abertura de 12 vagas para o cargo de especialistas de diversas profissões, para a área administrativa, como Engenheiro Civil, Arquiteto, Engenheiro Mecânico, Pedagogo, Assistente Social, profissionais de TI e bacharel na área de Direito.

A outra novidade é a abertura de 12 vagas para médicos. O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Joilson Alves do Amaral, explica que isso irá refletir diretamente na qualidade do atendimento de socorro à população.

“O Governo do Estado está inovando com a contratação de médicos para a corporação. Imagina, a população agora vai ter condições de ser atendida, além do bombeiro, por um médico do Corpo de Bombeiros. Então, nossa qualidade de atendimento para a população vai se elevar. A nossa capacidade operacional será elevada. E isso é focado em atender bem a comunidade”, afirma.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.