Buscar

Responsabilidade social: vacinação previne epidemias de doenças graves

Um dos mecanismos mais eficazes no reforço das defesas do organismo humano, a vacinação é a forma mais segura de prevenção de doenças graves e que podem até levar à morte. A imunização em massa tem dado resultados no Brasil e no mundo, com a erradicação de diversas enfermidades. Para que esses avanços continuem e a proteção da população seja ampliada, é preciso conscientização da sociedade quanto à importância de seguir o calendário de vacinação.

De acordo com o subsecretário de Vigilância à Saúde do Distrito Federal, Marcus Quito, nos últimos anos a cobertura de vacinação vem caindo em todo o País, fator que ameaça não só quem deixa de se imunizar, mas toda a população. “A gente tem percebido uma redução importante nas coberturas vacinais em geral e isso é um fator que pode gerar epidemias, com doenças que poderiam ter sido facilmente prevenidas por meio da vacinação”, afirmou.

Cidadania

Para Marcus Quito, a prevenção é fundamental como compromisso social. “A vacina tem um caráter protetivo individual e coletivo. A cidadania pode ser expressa de diversas formas. Vacinar as crianças é um ato de cidadania e de paternidade/maternidade, protege o seu filho e também toda a sociedade”, ressaltou Marcus Quito.

O Ministério da Saúde tem reforçado que todos os pais e responsáveis têm a obrigação de atualizar as cadernetas de seus filhos, em especial das crianças menores de cinco anos, seguindo o cronograma das principais vacinas que devem ser dadas ainda na infância e calendário nacional de vacinação.

Erradicação de doenças

Por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), o Programa Nacional de Imunizações (PNI) é referência internacional ao promover o acesso gratuito da população às vacinas. Em nosso país, por exemplo, a poliomielite e a varíola foram erradicadas com a utilização de vacinas. Em 2016, o Brasil havia conseguido erradicar o sarampo, mas os surtos recentes preocupam o Ministério da Saúde. Por isso, o órgão tem buscado conscientizar a população sobre a importância da vacina.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.