Buscar

Revisão de benefícios deve gerar economia de R$ 15,7 bilhões ao INSS

Com a revisão de pagamentos indevidos do auxílio-doença, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) espera uma economia de R$ 15,7 bilhões nos cofres do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em 2018. De acordo com a pasta, a nova fase do Programa de Revisão dos Benefícios por incapacidade (PRBI) tem capacidade de realizar até 230 mil perícias por mês.

Esse programa permite que peritos médicos acumulem pontos por revisões realizadas durante o dia e ganhem flexibilidade na sua jornada de trabalho. “Vamos ter muito mais agilidade e competência para cumprir todo o cronograma de revisão”, afirma o secretário-executivo do MDS, Alberto Beltrame.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.