Buscar

Sanfoneiro Dino Rocha, o “Rei do Chamamé”, morre aos 66 anos

Músico faleceu em um hospital de Campo Grande

Imagem: Arquivo / Divulgação

Cb image default

Morreu, na noite deste domingo (17), aos 66 anos, em Campo Grande, o sanfoneiro símbolo de Mato Grosso do Sul, considerado como o “Rei do Chamamé”. Dino Rocha já estava enfrentando problemas de saúde que acabaram se agravando, causando a sua morte.

Natural de Jutí, interior de Mato Grosso do Sul, mais novo de dez irmãos, só descobriu o desejo de tocar sanfona no dia que o irmão faleceu. Aos nove anos de idade, Dino Rocha começou a tocar acordeon.

Ele nunca teve aula do instrumento, mas assim que começou a tocar sanfona apaixonou-se por chamamé. Dino tocou com músicos na velha e nova geração da música de Mato Grosso do Sul e fez parte da história de artistas como Geraldo Espídola, Almir Sater, Tetê Espindola e outros.

Com mais de 100 composições, Dino Rocha teve como grande sucesso a música “Gaivota Pantaneira” tema da novela Pantanal, exibida em 1990 pela TV Manchete. O nome artístico de Dino Rocha ele recebeu de Zacarias Mourão o autor da música “Pé de Cedro” e, ao longo da sua carreira tocou ao lado de nomes consagrados da Música Popular Brasileira como o também sanfoneiro nordestino Dominguinhos e sempre defendeu o chamamé.

Vídeo: Reprodução / DVD Tostão e Convidados

PGlmcmFtZSBpZD0iXzI0amZ1MmxubSIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC9sQlFWMGIxSGxIYz9yZWw9MCZhbXA7YW1wO3Nob3dpbmZvPTAiIGZyYW1lYm9yZGVyPSIwIiBhbGxvd2Z1bGxzY3JlZW49IiI+PC9pZnJhbWU+

Dino Rocha destacou-se como instrumentista e gravou mais de 50 composições, tornando-se um dos maiores chamamezeiros da América do Sul.

Nota de pesar do Governo do Estado

O Governo de Mato Grosso do Sul manifesta pesar pelo falecimento do sanfoneiro Dino Rocha, ícone da música regional, um dos maiores nomes do chamamé – ritmo que transpôs fronteiras e se tornou a identidade cultural do povo sul-mato-grossense. A música de Mato Grosso do Sul está de luto! (Com informações do Diário Digital – Record TV MS).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.