Buscar

Secretaria de Educação realiza pesquisa para propor melhorias no ensino médio noturno

As estatísticas demonstram que o ensino médio regular, no período noturno, passa por um momento de mudanças de paradigmas, sendo necessário rever alguns pontos estabelecidos, que vão além de carga horária e currículo diferenciado no período diurno. Nas décadas de 1980 e 1990, a oferta do ensino médio no período noturno foi uma das principais estratégias para garantir o acesso de adolescentes, jovens e adultos das camadas populares a este nível de ensino. Atualmente, as estatísticas educacionais apontam mudanças.

Assim, ao indicar ações visando à melhoria na qualidade social do ensino médio noturno, necessita-se, primeiramente, conhecer o perfil de seu público – estudantes e professores – suas demandas, expectativas e, então, propor soluções adequadas para a melhoria na proposta de educação a ser ofertada nesse período. Para isso, a Secretaria de Estado de Educação (SED) comunica que entre os dias 11 e 29/4 realizará uma pesquisa com as escolas da Rede Estadual de Ensino que ofertam o ensino médio regular no período noturno.

A pesquisa tem como objetivos conhecer os sujeitos envolvidos na educação regular noturna e suas demandas, bem como obter informações e dados estatísticos a fim de subsidiar a estruturação de uma proposta de ensino médio adequada ao período, que atenda às condições necessárias para um bom trabalho de aprendizagem, e, acima de tudo, respeite as especificidades de formação de seus estudantes.

Objetivando ter uma amostra efetivamente significativa, orienta-se que a gestão escolar divulgue amplamente essa pesquisa a professores e coordenadores do período noturno e estabeleça estratégias com o professor gerenciador de tecnologias educacionais e recursos midiáticos (progetec) da unidade escolar para o uso da Sala de Tecnologia Educacional (STE). Clique aqui para participar.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.