Buscar

Seminário  possibilita  início  de relação comercial entre MS e República Tcheca

Evento  que  ocorreu  na  Capital  Campo Grande  contou com a presença do cônsul honorário da República Tcheca em Batayporã, Evandro Trachta

O Seminário Mato Grosso do Sul X República Tcheca, iniciativa conjunta entre governo do Estado, por intermédio da Semade (Coordenadoria de Assuntos Internacionais), Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul (Fiems) através do Centro Internacional de Negócios (CIN), Consulado Geral da República Tcheca e Embaixada da República Tcheca, aconteceu na última semana no auditório da Casa da Indústria, para apresentar as possibilidades de negócios e parcerias de investimentos em Mato Grosso do Sul nos setores de logística, florestal, carne e álcool, além de fortalecer a rede de relacionamentos entre MS e República Tcheca.

Em três momentos, foram apresentados panoramas culturais e econômicos de Mato Grosso do Sul, bem como da República Tcheca. Representando o governador do Estado, Reinaldo Azambuja, Jaime Verruck, secretário da Semade, apontou as origens das relações entre MS e o país europeu, que iniciou no âmbito cultural e que, nesta ocasião, estende-se ao comercial. “A relação com a República Tcheca é histórica. Mato Grosso do Sul tem vínculo cultural e de fundação por tchecos de duas cidades do Estado, que é Batayporã e Bataguassu. Agora a ideia é estabelecer uma relação comercial”, explicou.

Além das commodities – O secretário da Semade ainda avaliou como positiva esta ligação comercial entre MS e República Tcheca, pois oferece a possibilidade de diversificar a matriz econômica do Estado. “Temos aqui algumas oportunidades significativas que é exatamente sair do eixo das commodities. Geralmente fazemos missões comerciais com os grandestrades internacionais, tais como carne para Rússia ou soja para China, por exemplo. Com a República Tcheca, vamos inovar e trazer a discussão para outro patamar, com outro segmento empresarial extremamente significativo – empresas de pequeno e médio porte.”

Para Jaime Verruck, uma das diretrizes da Semade continua a ser agregar valor às commodities de Mato Grosso do Sul, entretanto, as joint venturese parcerias entre o Estado e a República Tcheca viabilizarão o desenvolvimento de vários setores de MS, como o industrial.  “Temos que continuar agregando valor às commodities, mas temos que mudar o discurso que se prolonga por anos, para também dar ênfase aos novos negócios”, destacou.

Tassiara Camatti, chefe de gabinete do Sistema Fiems, representou o presidente da Federação das Indústrias de MS, Sérgio Longen, e fez oPanorama Industrial de Mato Grosso do Sul. “Nós queremos, além de estabelecer parcerias, buscar iniciativas e trazer uma visão de mundo para Mato Grosso do Sul. A Fiems vai, cada vez mais, promover o encontro de empresários e nações junto aos parceiros fortes, como o governo do Estado, para que possamos estar presentes nestas grandes iniciativas”, pontuou.

Panorama de Mato Grosso do Sul e suas Oportunidades

Ricardo Senna, secretário-adjunto da Semade, destacou as peculiaridades e potencialidades do Estado de Mato Grosso do Sul durante o Panorama de MS e suas Oportunidades à delegação tcheca, além de ter ressaltado a importância da parceria entre o Estado e o país da Europa Oriental. “Há uma relação diplomática bastante saudável, mas precisamos estreitar as nossas relações comerciais. Percebemos que o nosso comércio com a República Tcheca ainda é muito tímido, em especial com Mato Grosso do Sul. Temos aqui uma oportunidade e vejo aqui um greenfield, um campo fértil, para algo que vamos construir de forma conjunta.”

Projetos portadores de futuro – Ricardo Senna apresentou outra vertente do planejamento para o desenvolvimento de MS – projetos portadores de futuro. “Precisamos aproveitar esse exercício de diplomacia e estabelecer parcerias para o futuro, como o intercâmbio de conhecimento científico entre as nossas instituições de ensino e universidades e para o setor ambiental. O PROPEQ – Programa Estadual de Apoio aos Pequenos Negócios – é um dos programas do governo do Estado que possibilita o desenvolvimento das empresas de pequeno e médio porte e que podem estreitar as relações entre a República Tcheca e, dessa maneira, dinamizar a economia de MS.”

Para Luciano Rodrigues, coordenador de Apoio aos Negócios Internacionais da Semade, o encontro é positivo e abre precedentes para o desenvolvimento de outros setores econômicos do Estado. “Trata-se de uma oportunidade única, pois este seminário fomenta parcerias nos segmentos de saúde, indústria e comércio.” Também participou do evento Bruno Gouvêa Bastos, superintendente de apoio aos negócios empresariais da pasta.

Panorama Econômico dos Setores Prioritários da República Tcheca

Pavla Havrlíková, cônsul-geral da República Tcheca em São Paulo, apresentou, durante o terceiro panorama, características históricas, culturais e econômicas do país e salientou a importância do seminário. “Essa é uma possibilidade de apresentar a República Tcheca à Mato Grosso do Sul e é o primeiro passo concreto desta parceria.”

Participaram também do Seminário Mato Grosso do Sul X República Tcheca, Filip Kanda, conselheiro econômico da Embaixada da República Tcheca em Brasília, Marek Zmrzlík, da Agência de Promoção Comercial do Consulado Geral da República Tcheca, Evandro Trachta, cônsul honorário da República Tcheca em Batayporã/MS, o superintendente Estadual do Banco do Brasil, Evaldo Emiliano de Souza e Sérgio Gonçalves, coordenador da Caravana da Saúde do Governo de MS, além de empresários e representantes de ambas as nações.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.