Buscar

Simpósio analisa impacto da poluição nas populações de peixes

Pesquisadores discutiram o impacto da poluição e das transformações do meio ambiente em peixes durante o 11º Simpósio Internacional de Fisiologia da Reprodução, realizado de 3 a 8 de junho em Manaus (AM), com apoio do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

De acordo com os estudiosos, a poluição está provocando a feminilização de peixes, já que os poluentes possuem altos níveis de estrogênio, hormônio sexual feminino produzido nos ovários. Isso prejudica o sistema reprodutivo dos peixes e aumenta o risco de extinção de espécies aquáticas. De cerca de 100 mil poluentes químicos no ambiente, indicam estudos, 30 mil são despejados regularmente, como produtos farmacêuticos, veterinários, cosméticos, de higiene e agrotóxicos.

A maior parte das pesquisas é realizada na Europa, Austrália e América do Norte, mas ainda estão no começo na Amazônia. “Não há dúvida de que temos problema de poluição na Amazônia, mas não se sabe se o problema aqui é tão grande quanto já é na Europa”, ressaltou o pesquisador Charles Tyler, da University of Exeter, na Inglaterra.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.