Buscar

Vacinação contra sarampo e poliomielite acontece de 06 e 31 de agosto

Dia D de mobilização será em 18 de agosto

Cb image default

Os recentes casos confirmados de sarampo nos estados do Amazonas, Roraima, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro deixaram um alerta para o risco de proliferação da doença pelo País. Neste contexto, a campanha nacional de vacinação contra o sarampo e poliomielite já tem data definida: de 6 e 31 de agosto, tendo o dia 18 como o Dia “D” de mobilização nacional. A população alvo desta ação é composta de crianças de 1 até 4 anos 11 meses e 29 dias, conforme a divulgação do Ministério da Saúde.

O Rotary Club juntamente com a secretaria de Saúde dos diferentes municípios do Brasil iniciaram os trabalhos para definir a estratégia de vacinação. A erradicação da pólio tem sido a prioridade do Rotary há mais de duas décadas. A organização internacional de serviços humanitários é a principal parceira na iniciativa Global de Erradicação da Pólio, juntamente com a organização Mundial da Saúde, o Centro Norte-americano para controle e prevenção de Doenças e a Unicef.

A poliomielite está prestes a se tornar a segunda doença humana a ser eliminada do mundo, por este motivo não podemos deixar de apoiar essa campanha para garantir que o vírus seja derrotado de uma vez por todas.

O alto risco para retorno da poliomielite preocupa. Por recomendação do Ministério Público Federal, os municípios precisam adotar as medidas necessárias para garantir o aumento da vacinação contra a doença. Conforme levantamento divulgado na última semana, a maioria das cidades brasileiras têm menos de 95% das crianças protegidas contra a pólio.

O Brasil foi considerado livre do sarampo em 2016 e chegou a receber um certificado de eliminação de circulação do vírus. Atualmente, a doença voltou a ser motivo de preocupação entre os órgãos sanitários por conta dos novos casos e baixa cobertura vacinal. Não podemos deixar que a doença continue avançando. Por isso, os responsáveis pelas crianças entre 1 ano e menores de 5 anos devem aproveitar a campanha nacional e vacinar seus filhos.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.