Buscar

Vendas de material de construção caem 9% em fevereiro

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Curabitur venenatis congue pharetra. Proin quis commodo odio. Fusce a sapien massa. Praesent ultrices dolor at risus porttitor, nec semper orci ornare. Nullam nisi eros, pellentesque et suscipit ac, ultrices eget lorem. Donec ipsum As vendas no varejo de material de construção em todo o país tiveram queda de 9% em fevereiro na comparação com janeiro, segundo pesquisa divulgada, em São Paulo, pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco).

Em relação a fevereiro de 2017, o movimento do setor ficou estável.

Na comparação entre fevereiro e janeiro, a região que teve a maior queda foi o Nordeste, com retração de 16%, seguida pelo Sul, com diminuição de 15%. As lojas do Centro-Oeste acusaram recuo de 6% no faturamento.

Segundo a associação, os primeiros meses do ano costumam ser os mais difíceis para o setor, "pois, são conhecidos por representar um período excessivo de chuvas, o que não favorece a realização de obras, afetando diretamente as vendas.

Além disso, o ano só começa no Brasil depois do carnaval, até porque a população tem gastos extras no início do ano com IPTU, IPVA e matrículas escolares", diz a nota da entidade.

Apesar do desempenho fraco, a expectativa da Anamaco é que as vendas cresçam 5% no primeiro semestre deste ano e 8,5% em 2018.

O comunicado destaca, ainda, que a implementação do Cartão Reforma, programa do governo federal que ajuda a financiar compra de material de construção, deve alavancar as vendas do setor.

No ano passado, as vendas de material de construção cresceram 6% em comparação com 2016, fechando o ano com um faturamento de R$ 114,5 bilhões.tellus, aliquet vitae metus ut, tempus viverra lorem.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.