Buscar

Escudo antimísseis doado pelos EUA começa a operar na Coreia do Sul

As forças sul-coreanas receberam um reforço. Um escudo antimísseis foi instalado no país pelos Estados Unidos, e já se encontra operando desde a noite desta segunda-feira (1) - no horário de Brasília -, segundo o porta-voz das forças norte-americanas na Coreia do Sul.

O sistema Thaad (Terminal de Defesa de Área de Alta Atitude) "está em funcionamento e tem a capacidade para interceptar mísseis da Coreia do Norte para defender a Coreia do Sul", afirmou o coronel Rob Manning.

A instalação do escudo antimísseis é um acordo entre Washington e Seul desde julho de 2016, após uma série de testes com mísseis por parte da Coreia do Norte.

A montagem do sistema na Coreia do Sul deixou a China irritada, pois os chineses temem que o equipamento altere o equilíbrio da segurança regional e fragilize sua capacidade em mísseis balísticos.

O Thaad foi projetado para interceptar e destruir mísseis balísticos de curto e médio alcance em sua fase final de voo. O equipamento teria sua capacidade aumentada até o fim deste ano, com a chegada de outros componentes.

A ativação do escudo ocorre enquanto se eleva a tensão na península coreana, após lançamento de mais mísseis da Coreia do Norte e a alegação do presidente norte-americano Donald Trump de que tem uma opção de ação militar contra os norte-coreanos "sobre a mesa".

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.