Buscar

EUA reforçam segurança nos principais aeroportos e estações de metrô

Os Estados Unidos reforçaram nesta terça-feira (22) a segurança nos principais aeroportos e linhas de metrô após os atentados em Bruxelas, que causaram pelo menos 26 mortos e mais de uma centena de feridos.

Em Washington, as autoridades do metrô informaram, na rede social Twitter, que não existe qualquer ameaça específica ou crível. No entanto, como medida de precaução, enviaram patrulhas adicionais e aumentaram os efetivos que fazem inspeções com cães treinados para detectar explosivos e drogas. A segurança também foi reforçada nos aeroportos de Nova Yorque e New Jersey, assim como no World Trade Center de Nova Yorque.

"O presidente [Barack Obama] foi informado na manhã de hoje sobre as explosões em Bruxelas. Funcionários norte-americanos estão e vão continuar em contacto próximo com os homólogos belgas e daremos informações adicionais assim que possível", disse uma fonte da Casa Branca.

Obama está, desde domingo (20) em visita oficial a Cuba, onde deve se pronunciar em discurso ainda hoje, transmitido pela televisão e dirigido à população cubana.

Pelo menos 26 pessoas morreram e 130 ficaram feridas nos atentados que ocorreram nesta manhã no aeroporto de Zaventem, em Bruxelas, e na estação de metro de Maalbeek, no centro da capital belga.

De acordo com fontes oficiais, citadas pela mídia belga, duas explosões no aeroporto deixaram pelo menos 13 mortos e 35 feridos, enquanto o atentado no metro fez pelo menos 15 mortos e 55 feridos.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.