Buscar

1ª DP de Nova Andradina concluiu 716 inquéritos ao longo do ano

Delegado titular avaliou como positivos os trabalhos realizados em 2019

Ao longo de 2019, a 1ª Delegacia de Polícia de Nova Andradina (1ª DP) concluiu 716 inquéritos, número avaliado como extremamente positivo pelo delegado titular, Luiz Quirino Antunes Gago, que concedeu entrevista ao Nova News.

Segundo ele, o número de inquéritos concluídos (716) foi maior que o de instaurados (535). O delegado explicou que isso ocorre porque de um ano para outro sempre sobram inquéritos em aberto. Devido a isso, a quantidade de procedimentos resolvidos em um ano pode ser maior do que a de instaurados naquele mesmo período.

Cb image default
Delegado titular, Luiz Quirino, diz que atuação da Polícia Civil em 2019 foi muito positiva - Imagem: Acácio Gomes / Nova News

Nesta linha, Luiz Quirino destacou os Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO), que se referem ao Juizado, com 866 finalizados e 722 instaurados. Os procedimentos relativos a atos infracionais praticados por adolescentes também tiveram bom teor de resolutividade, com 136 concluídos e 113 instaurados. No que diz respeito às cartas precatórias, que são solicitações realizadas por outras delegacias de todo o Brasil, a 1ª DP recebeu 242 e cumpriu 269.

“Como podemos observar, o número de procedimentos concluídos é maior do que o de procedimentos instaurados e isso é muito bom, pois desta forma, evitamos o chamado efeito bola de neve, que é o acúmulo excessivo de casos, o que acaba por congestionar, de certa forma, o andamento dos trabalhos”, explicou.

Luiz Quirino informou que, atualmente, há 525 inquéritos em andamento na Delegacia de Polícia de Nova Andradina. Ele destacou também que, em 2019, foram registrados 3.604 boletins de ocorrência.

Ao falar sobre os demais trabalhos realizados pela 1ª DP, o delegado titular disse que, em 2019, foram cumpridos 80 mandados de prisão, confeccionados 57 autos de prisão em flagrante, efetuadas 40 conduções coercitivas, isso exclusivamente pelos agentes da Polícia Civil.

O delegado explicou que a atuação da Polícia Civil é muito importante, uma vez que, as ações realizadas por outras forças de segurança acabam encaminhadas para a 1ª DP. Ele explicou que, de forma geral, em 2019, o volume de drogas apreendidas e entregues na unidade chegou a 3.500 quilos (três toneladas e meia). No mesmo período, foram apreendidas 16 armas de fogo.

Cb image default
1ª DP de Nova Andradina fica na Avenida Eurico Soares de Andrade, próximo ao Terminal Rodoviário, telefone (67) 3441-1316 - Imagem: Arquivo / Nova News

Quirino também destacou o empenho dos policiais com relação ao esclarecimento dos crimes. Como exemplo, ele citou os cinco casos de homicídios registrados até novembro deste ano. “Todos eles foram devidamente elucidados”, afirmou.

Entre os dados que chama a atenção, o delegado citou as mortes do trânsito, que registraram aumento. Em 2018 foram duas vítimas em óbito, ao passo que, em 2019, seis pessoas perderam a vida em decorrência de acidentes nas ruas e rodovias de Nova Andradina.

Houve também aumento no número de roubos. Ano passado, foram 57 casos registrados e, este ano, o número chegou a 61. Os roubos em via pública também aumentaram de 37 ocorrências em 2019 para 45 em 2019.

Por outro lado, o delegado constatou redução em outros tipos de crimes, como furtos (-10%), roubos em comércios (-10%); furtos em residências (-20%), roubos de veículos (50%) e roubos em residências (75%).

O delegado titular da 1ª DP aproveitou a oportunidade para agradecer o empenho de todos os servidores da Polícia Civil e dos demais órgãos de segurança como Polícia Militar, Polícia Militar Rodoviária, Polícia Militar Ambiental, Departamento de Operações de Fronteira e Polícia Rodoviária Federal.

Luiz Quirino destacou também o trabalho da imprensa, a manifestou gratidão para com o delegado adjunto, Rafael Carvalho, responsável pela Seção de Investigações Gerais (SIG), o delegado regional, André Novelli, e para com o delegado Caio, de Taquarussu, que, segundo ele, tem trabalhado na 1ª DP, no Cartório Criminal.

Por fim, ele agradeceu o apoio da população de Nova Andradina e colocou a Polícia Civil à disposição dos cidadãos pelo telefone (67) 3441-1316 que atende 24h. “Denúncias, informações sobre crimes, sugestões e críticas construtivas serão bem recebidas e a identidade da pessoa será mantida em sigilo. A segurança pública é dever de todos”, concluiu. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.