Buscar

Acusado de matar detento monitorado por tornozeleira eletrônica é preso em Bataguassu

Ação resultou também na apreensão de um adolescente que teria participado do crime

Imagens: Sérgio Melucci

Cb image default

Na manhã desta quarta-feira (02), investigadores do SIG (Setor de Investigações Gerias) da Polícia Civil de Bataguassu prenderam um rapaz de 24 anos, apontado como principal suspeito da morte de um detento de 31 anos, que era monitorado por tornozeleira eletrônica. Um adolescente também foi apreendido durante a ação.

De acordo com o delegado Nilson Martins, após o crime ser registrado no dia 14 de abril deste ano, os investigadores passaram a realizar diversas diligências, que culminaram na apuração das identidades dos suspeitos do homicídio.

Diante da identificação, a Polícia Civil representou pelas detenções, que foram decretadas pelo Juízo de Bataguassu e devidamente cumpridas. As investigações apontaram que a vítima, de 31 anos, que cumpria pena no regime semiaberto, monitorado por tornozeleira eletrônica, dias antes do crime, teria se desentendido com integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

Cb image default

Segundo a polícia, a vítima foi julgada através do “tribunal do crime” e sentenciado à morte. O detento foi alvejado por diversos tiros no quintal de sua residência, localizada no Jardim Real, em Bataguassu. Ainda de acordo com o delegado Martins, a Polícia Civil de Bataguassu continua com as investigações para identificar e qualificar outros possíveis envolvidos.

O rapaz preso e o adolescente apreendido permanecem custodiados à disposição da Justiça. Segundo o delegado, informações que possam contribuir para as investigações podem ser repassadas de forma anônima pelo telefone (67) 3541-1286 ou ainda pelo e-mail: [email protected] (As informações são do Portal 98 FM).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.