Buscar

Após denúncia, Força Tática prende homem por abandonar esposa deficiente em Amandina

Policiais se depararam com cena lamentável ao encontrar mulher acamada em situação precária de abandono

Cb image default
C.V., vulgo “Boi,” responderá por abandono de incapaz - Fotos: Nova News

C.V., vulgo “Boi,” de 54 anos, foi preso na noite deste sábado (9) no Distrito de Amandina, em Ivinhema, acusado de abandono de incapaz a esposa deficiente que foi encontrada em situação crítica na residência do local.

Segundo as informações a que o Nova News teve acesso, a prisão do suspeito pela Força Tática ocorreu após a denúncia de um possível cárcere privado no local. Diligenciado até a residência, os policiais encontrar a mulher, também de 54 anos, que é deficiente e estaria sozinha.

Após afirmar o marido teria saído pela manhã, a mulher chegou a pedir para os policiais que a ajudasse, uma vez que havia feito suas necessidades fisiológicas na cama já havia muito tempo, e precisava também tomar seus remédios.

Entrando no quarto, os policiais se depararam com uma cena lamentável quando encontraram a mulher deitada na cama e no escuro, enrolada a um cobertor sujo. Sem haver água no local, ela se queixava de dor e que precisava tomar sua medicação. Restos de comida também encontrados sobre a cama que, segundo a vítima, teria sido sua única refeição do dia.

Questionado sobre o marido, a vítima relatou que ele sempre chega em casa bêbado e que ao ajudá-la a tomar banho, bem como nas demais necessidades, faz de forma grosseira e sempre com risco de machucá-la.

Outro questionado feito pela guarnição foi a respeito da mulher receber ou não atendimento médico e social da Prefeitura. Segundo ela, a única assistência é uma ambulância que a transporta duas vezes por semana para Ivinhema a fim de fazer sessões de fisioterapia.

Com os policiais ainda no interior da casa, o autor chegou ao local visivelmente embriagado e agressivo diante da presença da guarnição. Foi necessário o uso de algemas para contê-lo. b

Arrolado como testemunha no boletim de ocorrência, o funcionário da Prefeitura esteve no local e disse que era o responsável por levar a vítima às sessões de fisioterapia, afirmando não saber que como era o trato do autor com a esposa.

Diante da situação de evidente flagrante, o suspeito foi detido e conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Ivinhema. Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Ivinhema também foi acionada para conduzir à vítima para atendimento médico em um hospital da cidade.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.