Buscar

Após ter “recaída”, jovem penhora bens para usar droga e diz ter sido vítima de roubo

Polícia Civil elucidou pseudo roubo e efetivou a apreensão de adolescente apontado no esquema de tráfico

Cb image default
Jovem diz ter perdido celular, relógio e corrente em falso roubo - Foto: Divulgação/PC

Uma ação SIG (Seção de Investigações Gerais) da Polícia Civil levou à elucidação de um pseudo roubo e a apreensão de um adolescente apontado como traficante no caso descoberto. Conforme noticiado pelo Nova News, o suposto roubo teria ocorrido na madrugada dessa sexta-feira (8) na Vila Operária.

Alegando ter sido rendido por um assaltante que simulava estar armado, o jovem, de 28 anos, procurou a delegacia noticiando o fato e que teria perdido um aparelho celular, um relógio e uma corrente na ação.

Após tomar ciência da ocorrência, os investigadores começaram as diligências visando elucidar o crime quando descobriram a verdade dos fatos. Segundo a polícia, a vítima é usuária de droga e anteriormente já esteve em tratamento para a dependência química.

Após ter uma “recaída”, o jovem adquiriu droga de traficantes e como pagamento entregou os seus pertences que alegou terem sido roubados. Envergonhado em relação aos parentes, ele registrou uma falsa comunicação de crime na Polícia Civil, como se tivesse sido vítima de roubo, crime este inexistente.

Cb image default
Adolescente tentou se desfazer de uma pedra bruta de crack - Foto: Divulgação/PC

Elucidando o caso, os policiais descobriram que os objetos dados como pagamento pela vítima ainda estavam em posse do adolescente infrator, de 17 anos, indivíduo com diversas passagens pela polícia, principalmente apontado como um dos responsáveis pela onda de furtos em residência que ocorreram no decorrer do ano passado.

Na ação, o menor ainda tentou se desfazer de uma pedra bruta de crack, de 6 gramas, que foi encontrada pelos investigadores que detiveram o suspeito. O adolescente foi autuado em flagrante delito e aguardará decisão judicial sobre sua internação provisória. A vítima do pseudo roubo irá responder pelo crime de falsa comunicação de crime, cuja pena prevista é de detenção de um a seis meses de prisão.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.