Buscar

Casal passa por momentos de terror durante assalto em Batayporã

O morador foi amarrado e queimado pelo criminoso com uma chapinha de cabelo

Na noite desta terça-feira (29), por volta das 20h, um casal passou por momentos de terror durante um assalto ocorrido em uma residência na Rua José Adelino da Rocha, região central da cidade de Batayporã. O homem, de 44 anos, e a mulher, de 54 anos, foram submetidos a uma verdadeira sessão de tortura por um criminoso que invadiu o local.

Segundo a ocorrência policial 239/2016, o ladrão pulou o muro do quintal da casa e surpreendeu os moradores, anunciando o assalto. Ele, que estava armado com uma barra de ferro, disse que queria dinheiro. Ele obrigou a mulher a amarrar o morador e deu início aos maus tratos, queimando o nariz da vítima com uma chapinha de cabelo.

O assaltante ainda golpeou, com a barra de ferro, o braço da vítima que estava amarrada, causando ferimentos. Na sequência, o autor ordenou que a mulher desamarrasse o esposo, e exigiu que, desta vez, ele amarrasse a companheira, para que ela não conseguisse pedir ajuda.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia como roubo majorado pelo emprego de arma (Foto: Acácio Gomes / Nova News)
Barra de ferro teria sido usada por ladrão (Foto: Nova News)

Após a mulher ter sido imobilizada, o ladrão ordenou que o homem o levasse na garupa de uma moto Honda Biz, até a agência do Banco do Brasil de Batayporã, onde o homem foi obrigado a sacar R$ 400 de sua conta. Na sequência, o criminoso fez com que a vítima o levasse até um posto de combustíveis, onde a moto foi abastecida.

Em seguida, o autor, que a todo momento segurava uma faca nas costas da vítima, fez com que o homem o levasse até a cidade de Nova Andradina, mais precisamente na saída para Ivinhema, onde o criminoso desceu da moto e ordenou que a vítima fosse embora, proferindo ameaças, dizendo que se polícia fosse acionada, os moradores seriam mortos por ele ou por seus comparsas.

A ousadia do ladrão foi tão grande, que ele chegou dizer que voltaria dentro de dois dias. Já na Delegacia de Polícia, as vítimas relataram os fatos e ainda informaram que o ladrão danificou a geladeira do casal, levou um telefone celular e destruiu os óculos de grau usados pela mulher. O caso foi registrado como roubo majorado pelo emprego de arma e deverá ser investigado pelas autoridades competentes. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.