Buscar

Cinco meses depois, quatro vítimas do acidente da van são identificadas 

Fatalidade  ocorreu em dezembro  de 2013 na região de  Nova Casa Verde

Veículos pegaram fogo após a colisão, o que dificultou o trabalho do Núcleo de Perícias (Foto: Márcio Rogério)

Esta semana, mas quatro vítimas da fatalidade conhecida como “acidente da van”, ocorrida no dia 17 de dezembro de 2013, na região de Nova Casa Verde, em Nova Andradina, foram identificadas pelo Instituto Médico e Odontológico Legal (IMOL) de Campo Grande. Os procedimentos levaram tempo, aproximadamente cinco meses, porque os corpos ficaram carbonizados após a grave colisão que envolveu um van de passageiros de Três Lagoas e uma carreta frigorífica de Dourados. A tragédia deixou onze pessoas mortas e comoveu todo o Estado. 

A liberação destes quatro corpos foi confirmada pela 1º Delegacia de Polícia de Nova Andradina, porém os nomes das vítimas não foram informados de maneira oficial pelas autoridades, porém o Nova News apurou que as vítimas identificadas seriam Rafael Moraes da Silva, Douglas Alexandre, Samuel Fernandes de Pinho e Huang Tasan Ming, que já teriam sido encaminhados, nesta quinta-feira (08), a Três Lagoas, onde as vítimas moravam com suas famílias.

Emoção e lágrimas marcaram sepultamento dos corpo na manhã desta sexta-feira (09) (Foto: Leo Lima)
Relembre o caso
  • Acidente próximo a Nova Casa Verde deixa 11 mortos e dois feridos
  • IML finaliza trabalhos; corpos seguem para a Capital onde serão submetidos a exame de DNA

Sepultamento

Segundo o site Perfil News, na manhã desta sexta-feira (09), dezenas de pessoas compareceram ao Cemitério Municipal Santo Antônio, em Três Lagoas, para o enterro das quatro vítimas. 

 

O ato foi marcado por emoção e comoção da parte dos familiares e amigos. Lágrimas e comoção se evidenciaram no semblante de familiares e amigos de Rafael, Huang, Douglas e Samuel, durante o cortejo e consequente enterro de seus corpos. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.