Buscar

Com Nelsinho isolado e lideranças se articulando, Simone diz que PMDB se define até quarta

A senadora Simone Tebet (PMDB) afirmou nesta segunda-feira (6) que o partido tem conversado de forma isolada e extraoficial sobre apoios neste segundo turno, mas que uma palavra final dos peemedebistas só será fechada em reunião partidária, que deve acontecer até quarta-feira (8).

Simone disse também não ter conseguido falar com o candidato do partido derrotado nessas eleições, Nelson Trad Filho. “Não podemos ter vontades pessoais, temos que ouvir as lideranças do partido para definir o apoio”, afirmou.

Pela manhã, Simone disse ter agradecido pelos votos às lideranças e respondido pelo apoio recebido. Mas à tarde ela já começa a realizar articulações políticas. “Vou me inteirar e conversar com pessoas do partido, com o presidente estadual, Junior Mochi. A reunião para definir não passa de quarta-feira, eu acredito”, afirmou.

Pela manhã, o governador André Puccinelli (PMDB) esteve na casa do presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul Jerson Domingos. Os dois afirmaram que já existe uma conversa entre lideranças para definir o apoio do partido neste segundo turno. 

Puccinelli contou que já entrou em contato com lideranças do PMDB, como Simone, Eduardo Rocha e o presidente estadual do partido, Junior Mochi. Nelsinho ainda não foi procurado pelo governador.

A possibilidade é que o PMDB apoie a candidatura de Delcídio do Amaral (PT), mesmo que rachado, já que o petista não é consenso entre os peemedebistas. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.