Buscar

Condutor que arrastou mulher se apresenta à Polícia Civil em Nova Andradina

“Zezinho da Bicicletaria” disse que arrastou a mulher sem perceber

No início da noite desta segunda-feira (04), o condutor que arrastou uma mulher de 36 anos, na manhã do último domingo (03), se apresentou à Polícia Civil de Nova Andradina. Acompanhado de um advogado, o homem de 59 anos, identificado como J.A.S., conhecido como “Zezinho da Bicicletaria”, explicou ao delegado André Luiz Novelli a sua versão dos fatos.

O condutor relatou que não viu a vítima em momento algum. O homem disse que, naquela noite havia dormido na casa de uma filha, sendo que, por volta das 05h10 da manhã ele acordou, entrou no carro que estava estacionado na rua e seguiu rumo à sua bicicletaria, que fica no centro da cidade.

Cb image default
Condutor se colocou à disposição das autoridades para eventuais esclarecimentos - Imagem: Arquivo / Nova News

Ele disse que logo que iniciou o trajeto percebeu um barulho, mas achou que fosse um problema mecânico ou algum objeto enroscado no assoalho do automóvel, como um plástico ou um papelão por exemplo. Ao passar sobre um quebra-molas na Avenida Eulenir de Oliveira Lima, próximo ao Detran de Nova Andradina, o barulho cessou (momento em que a vítima teria desenroscado do veículo) e ele seguiu em frente.

Durante o interrogatório, o condutor relatou ao delegado que somente após chegar a seu local de trabalho é que ele tomou conhecimento do fato, quando um filho dele foi até lá para avisá-lo do ocorrido. Segundo Novelli, “Zezinho da Bicicletaria” se colocou à disposição das autoridades para eventuais esclarecimentos.

Ao Nova News, o delegado disse que, a princípio, o condutor deve permanecer em liberdade, sendo indiciado por lesão corporal culposa (quando não há a intenção de ferir), no entanto, as apurações devem prosseguir. A Polícia Civil aguarda os resultados dos exames periciais realizados no veículo e no local dos fatos para saber se a versão alegada por J.A.S. poderá ou não ser confirmada com as provas.

Outro ponto relevante destacado por Novelli é que a Polícia Civil pretende aguardar a recuperação da vítima, para que ela esteja em condições de relatar o que, de fato ocorreu. “Ninguém melhor do que vítima para nos contar o que aconteceu naquela manhã de domingo”, finalizou o delegado.

Cb image default
Delegado disse que, a princípio, o condutor deve permanecer em liberdade, sendo indiciado por lesão corporal culposa - Imagem: Arquivo / Nova News

Vítima em estado grave

O Nova News apurou que até o final da tarde desta segunda-feira (04), a mulher de 36 anos, identificada como A.F.F., vítima de um acidente de trânsito ocorrido na manhã de domingo (03), em Nova Andradina, continuava internada em estado grave no Hospital Regional (HR) Francisco Dantas Maniçoba.

No momento do socorro, os médicos de plantão tiveram que amputar parte da perna direita da vítima em decorrência da gravidade dos ferimentos. Devido a outras complicações, a mulher segue na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HR. Ela está consciente, mas bastante debilitada.

Conforme informações levantadas pelo Nova News junto a uma fonte, o médico da UTI solicitou avaliação de outros especialistas, para verificar a necessidade e a possibilidade de transferência de A.F.F. para outra unidade hospitalar. Esta avaliação deveria ocorrer na tarde desta segunda-feira (04).

Cb image default
Mulher foi arrastada por por vários metros e sofreu diversos ferimentos - Foto: Nova News / Cedida / Corpo de Bombeiros

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.