Buscar

Delegacia da Mulher cumpre quatro mandados em Nova Andradina

Um dos autores  pode ter abusado sexualmente da  enteada de 15 anos

Neste mês de maio, a Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM), de Nova Andradina, cumpriu quatro mandados, todos pelo mesmo crime. No dia 06 de maio de 2014, por volta das 05h30, na Rua Anaurilândia, Bairro Cristo Rei, uma vítima de ameaça por parte do ex-companheiro, de 34 anos, compareceu a DAM e contou à polícia que conviveu com o investigado durante 10 anos e estão separados em torno de um ano. Ela disse que o homem é usuário de drogas e que ingere bebida alcoólica.

O caso começou no dia 05 de abril de 2014, quando o autor foi até a residência da vítima buscar o filho e, diante da negativa da ex-companheira, ele a ameaçou de morte. No mês seguinte, dia 06 de maio, por volta das 22h20, o investigado ameaçou novamente a vítima na casa da ex-sogra, mesmo sabendo que existia contra ele medida protetiva para ele não se aproximar da vítima, filho e da ex-sogra. Ele rasgou uma cópia dessa medida e jogou no rosto da vítima.

Todos os autores foram detidos durante ações da Delegacia da Mulher (Foto: Acácio Gomes/Arquivo/Nova News)

Diante dessa situação, a delegada Daniella de Oliveira Nunes representou pela Prisão Preventiva de Ricardo, que foi deferida pela juíza local. O acusado de ter desobedecido à decisão judicial sobre perda ou suspensão de direito foi preso na tarde de sexta-feira (16) por policiais da DAM, com apoio da Polícia Militar. Ele foi conduzido até a Cadeia Pública local, ficando à disposição da justiça.

Outro mandado foi cumprido na tarde de sábado (17), onde um homem de 30 anos foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva. Ele é acusado de ter desobedecido à decisão judicial sobre perda ou suspensão de direito. O acusado conviveu durante 10 anos com a companheira, tiveram uma filha, e estão separados há cerca de dois anos. De acordo com a ex-esposa, no começo, o relacionamento era harmonioso, porém, depois de certo tempo, ele passou a usar drogas, ingerir bebida alcoólica, motivo que levou ao rompimento da união.

O suspeito foi preso em novembro de 2013, e, após ele ser solto no dia 06 de maio de 2014, o acusado passou a ameaçar e perturbar a ex-esposa, mesmo sabendo que existia contra ele medida protetiva para que ele não se aproximasse, nem mantivesse contato com a vítima, sendo que ele descumpriu várias vezes a ordem do juiz. Diante de tal situação, a delegada representou pela prisão preventiva do homem, que foi expedida pela juíza local no mesmo dia (17) no momento em que o investigado perturbava e ameaçava a vítima na Rua Epitácio Pimenta de Araújo, Bairro Argemiro Ortega, nesta cidade. Ele foi conduzido à delegacia de polícia, preso e depois encaminhado à cadeia pública local à disposição da Justiça.

Mais uma ação realizada no mesmo dia 17, ocorreu na Rua José Domingos, onde o autor, de 45 anos, acusado de ter descumprido decisão judicial sobre perda ou suspensão de direito, foi preso. Ele era casado há cerca de 20 anos, teve um casal de filhos com a ex-mulher e estava separado dela a cerca de um ano e meio. Uma medida protetiva já havia sido expedida em desfavor do homem sendo que, por várias vezes, ele descumpriu a ordem do juiz. Na ocasião de sua prisão, a vítima recebeu uma ligação do autor, onde ele a ameaçou de morte, disse que iria cortar o pescoço dela, além de ofendê-la. A delegada Daniela Nunes representou pela prisão desse homem, que foi deferida pela juíza. O investigado aguarda o processo crime na Cadeia Pública.

O último mandado de prisão preventiva foi cumprido na tarde do dia 17, na Rua Mário Lopes Beiro, em Nova Andradina, contra um homem de 46 anos. Ele é acusado de ter ameaçado de morte a ex-convivente na última terça-feira (13). O suspeito também está sendo investigado de ter abusado sexualmente de sua enteada, de 15 anos. A vítima e o suspeito conviveram cerca de 13 anos e não tiveram filhos em comum, sendo que, há cerca de três meses, estão separados de fato.

Segundo a vítima, o acusado não aceita a separação e contou que enquanto estava casada com ele era vítima de ameaças e agressões físicas. O homem ingere bebida alcoólica e mesmo após a separação, as ameaças de morte continuam. O mandado que foi expedido pela juíza local foi cumprido, o investigado preso e encaminhado à Cadeia Pública local, onde aguarda a decisão da Justiça. (Com informações da Polícia Civil).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.