Buscar

Dois homens e uma mulher são presos acusados de tráfico de drogas em Anaurilândia

Na casa do filho de uma das envolvidas foram encontradas várias munições

Imagens: Divulgação / PM

Cb image default

Na madrugada deste domingo (17), por volta das 02h, a Polícia Militar de Anaurilândia prendeu dois homens, de 32 e 37 anos, e uma mulher de 34 anos, acusados de tráfico de drogas. Os policiais receberam denúncia anônima, via 190, informando que uma pessoa conhecida como “Gordo” estaria realizando o comercio de drogas próximo a um evento que estava acontecendo nas dependências do pátio da Igreja Católica.

Diante das informações, a equipe passou a realizar rondas nas proximidades quando, na Avenida Mato Grosso, visualizou uma pessoa com as características do suspeito, bem como a pessoa conhecida como “Naco”. Foi dada voz de abordagem à dupla, sendo que, durante busca pessoal, com a pessoa de “Naco” foi encontrada uma porção de maconha e com “Gordo” outra porção da droga, R$ 350,00 em dinheiro e uma folha de caderno com anotações relativas ao tráfico de drogas.

Na sequência, os policiais foram até a casa de um dos autores, onde a esposa recebeu a equipe e autorizou a entrada dos militares. Logo de início, foram avistados vários pedaços de plásticos geralmente usados para embalar entorpecentes. Em determinado momento, os policiais viram quando a mulher jogou um objeto atrás de um monte de telhas, sendo que, no embrulho, havia uma pedra bruta de crack e certa quantidade de maconha.

Cb image default

No bolso da blusa da moradora, os policiais encontraram mais duas porções de droga e a quantia de R$ 581. No interior da residência ainda foi encontrado embaixo de uma das camas outro embrulho com maconha e, dentro de um saco de cimento, um recipiente azul com crack. A acusada disse não estar portando nenhum documento e solicitou para que a guarnição fosse até a residência onde seu filho morava para pegar seus documentos pessoais.

Já na casa do filho, além dos documentos da autora, os militares encontraram, no guarda-roupa, duas munições de calibre 22. Em outro ponto da mesma casa havia mais 19 munições do mesmo calibre bem como recipientes contendo pólvora e bolinhas de chumbo. A mulher disse que as munições eram suas.

Devido ao fato de a equipe não contar com uma policial feminina para proceder a uma revista minuciosa na acusada, ele foi encaminhada para o hospital local, onde duas enfermeiras que estavam de plantão encontraram, nas suas roupas íntimas, mais duas listas com nomes de pessoas, supostamente ligadas ao tráfico.

Diante dos fatos, os evolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Anaurilândia e entregues ao agente de plantão para as devidas providências. “Gordo”, “Naco” e a mulher foram detidos enquanto o filho da acusada, um jovem de 18 anos, foi qualificado como testemunha. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.