Buscar

Em Bataguassu, Polícia Civil encerra a Operação Rabitt

Nesta quinta-feira (31), as forças policiais de Bataguassu encerraram a operação “Operação Rabitt” que foi iniciada no dia 15 de março de 2016. Policiais civis deram cumprimento a mandados de busca domiciliar nas residências de Flaisner Willian Martins Ferreira e Maxilaine Honório dos Santos, ambos com 21 anos, Valdomiro Gonçalves de Souza Neto e Cleberson Gonçalves de Souza, ambos com 29 anos.

Na residência de Flaisner, foi localizada certa quantidade de entorpecente. O autor recebeu voz de prisão e foi autuado em flagrante delito por tráfico de drogas com aumento de pena, uma vez que o local que utilizava para realizar a venda de entorpecentes ficava nas imediações de duas instituições educacionais.

Imagens: Sérgio Melucci/Rádio Portal News

Em continuação às diligências, os policiais foram até a casa dMaxilaine Honório, onde foi encontrada uma porção de maconha, já separada para venda. Os agentes localizaram grande quantidade de material utilizado para embalagem de entorpecentes e vários celulares sem origem lícita comprovada. Maxilaine foi presa em flagrante por tráfico de drogas com aumento de pena uma vez que o local que utilizava para realizar a venda de entorpecentes ficava na imediação de instituição educacional.

Com Valdomiro e Cleberson também foi localizada uma porção de maconha, um caderno contendo anotações alusivas ao tráfico de drogas, grande quantidade de material para embalagem de entorpecentes e aparelhos de telefone celular sem origem lícita comprovada.  Valdomiro e Cleberson foram autuados em flagrante delito por tráfico e associação ao tráfico de drogas.

Por fim, a Seção de Investigações Gerais (SIG) flagrou e prendeu Flávia Rodrigues Sousa, de 23 anos, logo após ter descontado um cheque falso em uma instituição bancária localizada no centro de Bataguassu. Ao ser abordada a mulher apresentou mais quatro cheques e uma carteira de identidade falsa.  Flávia Rodrigues Sousa e autuada em flagrante delito por estelionato e uso de documento falso.

Todos permanecem presos e colocados à disposição da Justiça e as investigações terão continuidade visando apurar a participação de outros envolvidos.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.