Buscar

Em tentativa de furto nos Correios, pistas podem ajudar polícia a identificar autores

Mulheres podem integrar grupo criminoso que tentou furtar agência de Nova Andradina

Cb image default
Fato aconteceu na madrugada deste sábado (28) - Foto: Luciene Carvalho/Nova News

Objetos deixados no local pelos autores poder ajudar a polícia a elucidar uma tentativa de furto na agência dos Correios de Nova Andradina. Tal fato aconteceu na madrugada deste sábado (28), cerca de uma semana depois de um caso ocorrido na agência de Anaurilândia em que foram levados R$ 160 mil.

Segundo as informações a que o Nova News teve acesso, o crime foi descoberto pela Polícia Militar que realizava policiamento pela Rua Redentor e ao passar ao lado da agência notou que a porta dos fundos estava aberta.

Diante da suspeita de um furto em andamento, os policiais iniciaram uma varredura no local e constataram que indivíduos, até o momento não identificados, arrombaram a porta e ganharam o interior da agência.

Em continuidade à ação, os PMs verificaram que a central de alarme foi danificada e estava sem o dispositivo que armazena as imagens das câmeras de monitoramento. Também foi notado que algumas encomendas estavam abertas e duas portas da agência estavam danificadas.

Após mantido contato com o gerente que se deslocou ao local, a PM verificou que os ladrões não chegaram à sala que fica cofre que estava intacta. Em um terreno baldio aos fundos da agência foram encontradas pistas que podem ajudar a polícia na identificação dos autores.

Os objetos que estavam em uma mochila seriam diversas ferramentas que foram utilizadas para arrombar a porta, uma máquina esmerilhadeira, vários discos de policorte em uma sacola de uma empresa de Campo Grande, além ainda de uma rendinha feminina para prender cabelo e um brinco feminino. Entre as provas encontradas, os policiais encontraram ainda uma conta de água recente em nome de uma mulher e vários comprovantes de ponto eletrônico pertencentes a uma segunda mulher. Luvas cirúrgicas também foram encontradas no local.

Por se tratar de um órgão de domínio federalista, o caso deverá ser investigado pela Polícia Federal.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.