Publicado em 06/06/2019 às 11:10, Atualizado em 06/06/2019 às 15:13

Forças policiais detém sete pessoas envolvidas em roubo com sequestro

Crime ocorreu na madrugada desta quarta-feira (05) em Ivinhema

Acácio Gomes, Redação Nova News

Imagem: Divulgação / PC

Cb image default

Nesta quarta-feira (05), a Polícia Civil de Ivinhema deflagrou a Operação Septimus, que identificou e deteve sete autores procurados pelos dos crimes de roubo com sequestro, posse ilegal de armas e corrupção de menores, ocorridos na madrugada do mesmo dia, logo após os trabalhos ostensivos da Polícia Militar, que localizou um idoso amarrado, vítima dos assaltantes.

Durante a operação, além dos presos, também foram apreendidas quatro armas de fogo, várias munições, bem como recuperado um cofre roubado e algumas joias.

Conforme o apurado, os trabalhos se iniciaram ainda na madrugada desta quarta-feira (05), sendo que, as buscas pela autoria se estenderam por todo o dia e finalizaram na manhã desta quinta-feira (06), por volta das 03h.

Participaram da ação, em trabalho conjunto, o delegado Caio Goto, titular da Delegacia de Ivinhema, juntamente com a equipe de investigadores, que prenderam cinco envolvidos, incluindo o adolescente responsável por comandar a ação dos demais assaltantes.

Em auxílio aos agentes de Ivinhema, a Delegacia de Polícia de Angélica, através de seu Setor de Investigações Gerais (SIG), prendeu mais dois autores e apreendeu quatro armas de fogo, que estavam na casa de um dos presos, em Angélica.

Segundo informou o delegado Caio Goto, todos os presos e os adolescentes apreendidos confessaram a prática do roubo e sequestro, e o idoso sequestrado, de 62 anos, reconheceu o adolescente que liderou o bando, confirmando que foi rendido, amarrado e colocado sob a mira das armas.

A autoria e materialidade dos crimes foram demonstradas através das provas coletadas pelos agentes do SIG de Ivinhema, sendo apurada toda a dinâmica do sequestro, bem como esclarecida a função de cada um deles durante o roubo.

“A vítima foi violentamente amarrada pelo grupo e carregada à força para dentro do carro, em completo desespero”, pontuou o delegado Caio Goto.

A ocorrência será encaminhada pela Polícia Civil de Ivinhema ao Poder Judiciário, para análise sobre as quatro prisões e as três apreensões de adolescentes. Os menores poderão ser internados em Unidade Educacional de Internação (UNEI), a depender da existência das vagas.

“No total, durante a operação, foram detidas sete pessoas em flagrante, retiradas de circulação quatro armas de fogo e recuperadas algumas joias roubadas”, confirmou o delegado de Ivinhema. Segundo ele, as penas somadas dos crimes aos adultos podem chegar a até 19 anos de reclusão. Os adolescentes poderão ficar até três anos internados.

Segundo o informado, o foco da Operação Septimus era a localização e captura dos sete envolvidos no sequestro, já previamente identificados pela Polícia Civil.