Buscar

Funcionário da CESP registra boletim de ocorrência contra pessoas que teriam invadido área em Anaurilândia

Servidor disse que cerca de 50 barracos foram construídos e que a previsão é de que 150 famílias ocupem o local

Imagem: Ilustração / Arquivo / Nova News

Cb image default

Um funcionário da Companhia Energética do Estado de São Paulo (CESP) registrou, nesta quarta-feira (27), um boletim de ocorrência contra pessoas que teriam invadido uma área pertencente à empresa. A suposta invasão teria ocorrido na região do Assentamento Aruanda, localizado no município de Anaurilândia.

O homem disse que é técnico de patrimônio imobiliário da CESP e que tomou conhecimento de que uma área pertencente à empresa havia sido invadida por um grupo denominado Movimento Popular de Luta (MPL) e que no local haviam duas bandeiras fixadas, sendo uma do MPL e outra vermelha com uma estrela, parecida com a do Partido dos Trabalhadores (PT).

Nas palavras do funcionário, em visita à região, ele foi recepcionado por algumas pessoas que não quiseram se identificar e disseram que estavam ali na intenção de reivindicar terra para trabalhar. O servidor da CESP detalhou que no local foram construídos cerca de 50 barracos e que a previsão é de que aproximadamente 150 famílias se instalem no local.

Diante da situação, o funcionário da CESP compareceu na Delegacia de Polícia de Anaurilândia e efetuou o registro de um boletim de ocorrência a fim de que as autoridades tomem as devidas providências no sentido de que o impasse seja resolvido.

Outra invasão

Em novembro de 2017 cerca de 80 famílias ocuparam uma área pertencente à União no município de Anaurilândia. Segundo as informações a que o Nova News teve acesso na época, a área invadida se tratava de uma reserva ambiental no Assentamento Esperança.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.