Publicado em 14/10/2018 às 05:56, Atualizado em 14/10/2018 às 09:58

Homem que abandonou cachorro doente em Nova Andradina é autuado pela PMA

Acusado recebeu multa no valor de R$ 500 e responderá por crime de maus tratos

Acácio Gomes, Redação Nova News

Imagens: PMA

Cb image default

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Batayporã foi acionada, na sexta-feira (12) pela equipe do site Nova News proceder o resgate de um cachorro doente que teria sido abandonado no Bairro Pedro Pedrossian (Pia Cobra), na região do Parque de Exposições. Um cidadão acionou o Nova News que, de forma imediata comunicou a PMA e também a direção do Mundo Pet, um grupo de voluntários que atuam na defesa dos direitos dos animais.

A PMA foi ao local e verificou que o cachorro sem raça definida estava extremamente debilitado, pois estava sem água, alimento e doente. O animal foi encaminhado ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), para ser atendido. A equipe iniciou trabalhos, no sentido de localizar quem havia abandonado o animal.

Ainda na tarde de sexta-feira (12), outra pessoa telefonou para a equipe do Nova News, informando que o cachorro, que atende pelo nome de “Pitoco” teria aparecido já doente naquela região há alguns meses e que os moradores teriam feito uma casinha para ele na praça do bairro, bem como comprado medicamentos que teriam sido prescritos pela veterinária do CCZ.

Cb image default

Segundo a denunciante, como o animal teve uma piora no seu estado de saúde, uma pessoa teria se encarregado de leva-lo até o CCZ, porém, sem que ninguém soubesse, acabou abandonando o cachorro. Apenas quando o Nova News denunciou com exclusividade o abandono é que os moradores tomaram conhecimento do fato.

Esta mesma pessoa que telefonou para o site, informou quem seria o indivíduo que prometeu leva-lo ao CCZ, mas na verdade o teria abandonado. As informações foram passadas pelo Nova News à PMA, que, neste sábado (13), conseguiu localizar o infrator, um homem de 53 anos.

Após ser encontrado pela equipe policial, ele foi autuado administrativamente e multado em R$ 500,00. O acusado também responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais, sendo que, a pena é de três meses a um ano de detenção.