Buscar

Idoso de 65 anos é preso acusado de abusar de crianças de 9 e 5 anos em Casa Verde

Crime ocorria em uma carvoaria localizada em uma fazenda na região do Distrito de Nova Casa Verde, em Nova Andradina. Os abusos aconteciam há pelo menos quatro anos

Na manhã desta quinta-feira (05), a delegada Daniela Oliveira responsável pela Delegacia Atendimento à Mulher (DAM) da cidade de Nova Andradina, apresentou um idoso de 65 anos, identificado como Mauro Soares, acusado de praticar abuso sexual contra duas crianças, uma menina de 09 e um menino de 05 anos.

Segundo a delegada, o crime estava sendo praticado em uma carvoaria localizada em uma fazenda na região do Distrito de Nova Casa verde, em Nova Andradina. Mauro Soares, que reside na propriedade e trabalha há mais de 10 anos na carvoaria, estaria abusando da menina desde quando ela tinha 05 anos. Os abusos contra o menino de 05 anos teriam começado há cerca de 12 meses.

Mauro Soares de 65 anos foi preso e encontrasse detido na Delegacia de Polícia Civil de Nova Andradina a disposição da Justiça (Imagem: Germino Roz/Nova News)

Conforme relato da delegada Daniela Oliveira, a denúncia chegou até a Delegacia de Atendimento à Mulher através da própria família.  Nas palavras da delegada, a menina teria contado a familiares sobre os abusos praticados por Mauro Soares. Diante do exposto, foi registrado um boletim de ocorrência e realizado um exame de corpo delito na vítima, o que confirmou o abuso sexual.

Após tomar conhecimento do crime, a DAM, em conjunto com a Seção de Investigações Gerais (SIG), foi até a fazenda na terça-feira (03) e, com uma representação de prisão preventiva, prendeu o acusado que foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Nova Andradina, onde foi ouvido pelas autoridades de plantão.

O autor confessou o fato e disse que os abusos ocorreram por várias vezes. A delegada explicou que as vítimas não tem nenhuma ligação familiar com o autor. As crianças são de uma família que reside na carvoaria. O autor morava sozinho e não possui família em Nova Andradina. As vítimas foram amparadas pelo Conselho Tutelar e serão em caminhadas ao Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS), onde receberão o apoio psicológico necessário.

Delegada Daniela Oliveira, responsável pela Delegacia de Atendimento à Mulher detalhou o caso (Imagem: Germino Roz/Nova News)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.