Buscar

Irmão de jovem assassinado a tiros em Nova Andradina é preso em Vila Amandina

Rapaz é acusado de matar um homem a facadas em abril deste ano

Cb image default
Rapaz estava escondido na casa da mãe - Imagem: Divulgação / PC

No final da tarde desta quinta-feira (21), em uma ação desencadeada no Distrito de Amandina, a Polícia Civil de Ivinhema, com apoio da Polícia Militar, prendeu um jovem de 21 anos, acusado de matar a golpes de canivete João dos Anjos, de 35 anos. 

O crime ocorreu no dia 28 de abril deste ano, durante uma discussão. Na ocasião, o acusado e seu irmão teriam desferido vários golpes de canivete contra a vítima.

Segundo o delegado Ricardo Cavagna, responsável pela investigação, logo depois do crime, a Polícia Civil de Ivinhema pediu a prisão temporária dos dois irmãos, porém, na mesma data em que os mandados de prisão foram expedidos, em 08 de maio deste ano, um deles, identificado como Ronaldo da Silva Lopes, foi assassinado a tiros na cidade de Nova Andradina.

Cb image default
Irmão do jovem preso, Ronaldo da Silva Lopes, foi assassinado a tiros na cidade de Nova Andradina no dia 08 de maio de 2018 - Imagem: Márcio Rogério / Nova News

De acordo com Cavagna, desde então a Polícia Civil vinha monitorando os passos do outro acusado, sendo que, na última semana, os investigadores obtiveram a informação de que ele estava escondido na residência de sua mãe. Foi representada pela expedição de autorização judicial para entrada no imóvel, e, no final da tarde desta quinta-feira (21), o mandado foi cumprido. O jovem estava escondido dentro de um guarda-roupa em um dos quartos da residência.

“De acordo com as informações e provas que temos até o momento, o acusado preso participou ativamente da ação criminosa que causou a morte da vítima. Provas testemunhais apontam que ele contribuiu de maneira efetiva na morte da vítima. 

Em razão das condições em que o crime foi praticado, ele é acusado da prática de homicídio duplamente qualificado, pelo motivo fútil e por recurso que impossibilitou a defesa da vítima”, finalizou o delegado, ao informar que o suspeito foi encaminhado a Delegacia de Polícia Civil de Ivinhema, onde aguardará à disposição da Justiça. Se condenado pelo crime de homicídio qualificado poderá pegar uma pena de até 30 anos de reclusão. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.