Buscar

Juíza condena homem acusado de estuprar e engravidar enteada em Nova Andradina

Na época dos fatos, vítima tinha entre 11 e 12 anos

Sentença proferida pela juíza de Direito da Comarca de Nova Andradina, Cristiane Aparecida Biberg de Oliveira, condenou um homem a 20 anos de prisão pelo crime de estupro de vulnerável.

Foi apurado pelo Nova News que o réu, entre 2015 e 2017, estuprou por diversas vezes sua enteada, uma garota que, na época dos fatos, tinha entre 11 e 12 anos de idade.

Cb image default
Decisão foi proferida pela juíza Cristiane Aparecida Biberg de Oliveira - Imagem: Acácio Gomes / Nova News

Conforme a sentença, a mãe da garota convivia com o réu por cerca de seis anos, sendo que, em determinado momento foi alertada por terceiros de que algo errado estaria ocorrendo em sua casa, localizada no Residencial Portal do Parque, em Nova Andradina.

O caso foi registrado junto às autoridades policiais e chegou até o Poder Judiciário, sendo apurado que ao longo do período, várias foram as relações sexuais que o autor praticou com a vítima. Os abusos resultaram na gravidez da garota.

Ao longo do processo, testemunhas e depoimentos foram colhidos, comprovando a materialidade e autoria do crime, sendo que, em sentença proferida em abril deste ano, o réu foi condenado a 26 anos e 08 meses de prisão. Em grau de recurso, a pena foi reduzida para 20 anos de detenção em regime fechado.

Detalhes sobre o caso, como o nome dos envolvidos e demais informações que possam levar à identificação do autor, vítima e seus familiares não foram divulgados em respeito ao que determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.