Buscar

Mais um caminhoneiro é vítima da ação de ladrões na região

Na última terça-feira (19), por volta das 22h30, outro caminhoneiro havia sido assaltado por dois homens armados

Na madrugada desta segunda-feira (25), um caminhoneiro de 34 anos compareceu na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Nova Andradina comunicando ter sido vítima da ação de ladrões armados que o teriam dominado e roubado seu caminhão, um VW 24.280, de placas FKC-7558. Este é o segundo caso na região em menos de uma semana.

Segundo a vítima, por volta das 21h deste domingo (24), o condutor passava pela região de Bataguassu, quando um carro preto se posicionou ao lado de seu caminhão, momento em que os ocupantes do automóvel apontaram uma arma para a vítima, ordenando que ele parasse imediatamente.

Ao estacionar o caminhão, o motorista foi dominado por duas pessoas que entraram com armas em punho e pediram para que ele colaborasse com a ação dos criminosos. Aparentemente, havia pelo menos mais um criminoso no carro. Eles seguiram por alguns quilômetros, ate o ponto onde a vítima foi retirada do caminhão e colocada no carro dos ladrões.

Caminhoneiro vítima de assalto foi amparado pela PMR e encaminhado para a Delegacia de Polícia (Imagem: Acácio Gomes / Arquivo / Nova News)

O caminhoneiro foi obrigado a deitar no banco de trás e seguir com a cabeça baixa, enquanto um dos criminosos seguiu com o caminhão em direção ignorada. Alguns minutos mais tarde, os criminosos desceram com a vítima em um sítio, onde o homem foi retirado do carro e colocado no quatro de uma casa, onde recebeu água e comida. Horas depois, os assaltantes foram até o local e anunciaram que iriam libertá-lo.

A vítima foi colocada no mesmo carro preto e levado até às margens da rodovia MS-395, entre Bataguassu e Anaurilândia, onde foi orientado pelos criminosos e caminhar sem olhar para trás. Momentos depois, o homem conseguiu carona com outro caminhoneiro, que o deixou na Base Operacional da Polícia Militar Rodoviária entre as cidades de Batayporã e Nova Andradina, de onde os patrulheiros o encaminharam para a Delegacia de Polícia.

O caso, que foi registrado como roubo majorado pelo emprego de arma e pelo concurso de pessoas, deverá ser investigado pelas autoridades competentes, que tentarão identificar e prender os autores, bem como recuperar o caminhão.

Caso semelhante

Na última terça-feira (19), por volta das 22h30, um caminhoneiro de 35 anos foi rendido e assaltado por dois homens armados, no Pátio do Posto Tigrão, às margens da rodovia MS-276, no município de Batayporã. O homem permaneceu por mais de 20 horas sob o domínio dos bandidos e teve o caminhão e mais de R$ 3 mil reais roubados.

Leia também
  • Caminhoneiro é rendido em Batayporã e permanece 20h sob domínio dos ladrões

Segundo registro policial, o motorista do caminhão Volvo, com placas de Maringá (PR), carregado com soja, havia acabado de sair do restaurante do Posto Tigrão e se dirigia ao veículo, quando foi rendido por dois homens armados. 

 

A vítima foi ameaçada e a todo tempo permaneceu de costas para os autores. O caminhoneiro conta que foi colocado dentro do caminhão e orientado a se deitar e cobrir a cabeça. Os ladrões dirigiram o veículo por cerca de 10 quilômetros, colocaram um capuz de cor escura na vítima e o transferiram para um carro. O caminhão permaneceu com um dos ladrões, que tomou rumo ignorado. O caminhoneiro conta que dentro do caminhão haviam R$ 3.500 e seu aparelho celular.

No carro, permaneceram dois homens que o obrigaram a deitar no banco traseiro, onde permaneceu durante aproximadamente duas horas, até chegar em uma mata existente nas proximidades da Usina Aurora, já no município de Anaurilândia. O local serviu como cativeiro. O homem conta que foi amarado com fita isolante e só era desamarrado para fazer suas necessidades fisiológicas.

A dupla se revezava para buscar alimentos e bebidas. A vítima conta que durante o tempo que estava sob o domínio dos bandidos não sofreu nenhum tipo de agressão e que chegou até ingerir bebida alcoólica, que foi oferecida por um dos autores. Após 20 horas em cativeiro, o caminhoneiro foi abandonado às margens da rodovia MS-276 e orientado a caminhar sem olhar para traz, caso contrário seria morto. A vítima ficou apenas com seus documentos pessoais.

O homem permaneceu com as mãos amarradas e passou a pedir ajuda para os usuários da via. Após algum tempo, a Polícia Militar de Anaurilândia foi acionada e compareceu no local. O caminhoneiro foi encaminhado até a Delegacia de Polícia Civil do município de Anaurilândia. O crime ocorreu na noite de terça-feira, mas só foi registrado na noite de quarta-feira (21), data em que o motorista foi libertado. A polícia investiga o caso.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.