Buscar

Motorista alcoolizado provoca dois acidentes e leva ‘voadora’ ao tentar se defender

Briga que terminou com quatro envolvidos entre vítimas e autores

Cb image default
Três casos de embriaguez ao volante foram registrados no final de semana - Foto: Luciene Carvalho/Nova News

Definitivamente álcool e direção não combinam. Não sendo o único do fim de semana, um caso de embriaguez ao volante terminou até em agressão e terceiros precisaram intervir para que algo pior não acontecesse.

Segundo as informações a que o Nova News teve acesso, a Polícia Militar foi acionada por volta das 15h30 desse domingo (04) a comparecer na região central da cidade onde havia ocorrido um acidente de trânsito.

Chegando ao local indicado, os policiais foram recebidos pelo comunicante que se tratava do condutor de um veículo VW Gol que, segundo ele, seguia pela Rua Espírito Santo sentido bairro leste/oeste, quando, no cruzamento com a Rua Senador Auro Soares de Moura Andrade, o autor que conduzia o veículo GM Celta Life, no sentido norte/sul, entrou na Rua Espírito Santo e veio a colidir em seu veículo.

Antes da confusão, o condutor do Gol, ao ir conversar com o condutor do outro veículo sobre o acidente, percebeu que ele estava em visível estado de embriaguez, fato este que foi constatado pelos policiais militares no local dos fatos.

Cerca de duas horas depois, compareceu na 1ª Delegacia de Polícia Civil um jovem, de 27 anos, relatando que o mesmo causador do acidente anterior, um homem de 35 anos, provocou um acidente ao se chocar em seu veículo e que na sequência ainda teria batido em um GM Golf que estava estacionado na via.

Conforme consta na ocorrência policial, o proprietário do Golf, um jovem de 19 anos, após verificar que o autor estaria embriagado, começou a agredi-lo, sendo que ele também apresentava estar embriagado.

Posteriormente, o pai do jovem se aproximou e perguntou quem era o dono do carro envolvido no acidente quando o condutor de 35 anos se apresentou e partiu em sua direção desferindo um golpe popularmente conhecido como "voadora". Terceiros precisaram separar a briga que terminou com quatro envolvidos entre vítimas e autores no boletim de ocorrência registrado na 1ª Delegacia de Polícia.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.