Buscar

Mulher acusa homem de se masturbar ao olhar para ela em via pública de Nova Andradina

Fato semelhante ocorreu no dia 29 de dezembro de 2017, tendo como vítima uma jovem de 19 anos

Imagem: Arquivo / Nova News

Cb image default

Na tarde desta quarta-feira (07), por volta das 15h40, uma mulher de 28 anos compareceu na 1ª Delegacia de Polícia de Nova Andradina para registrar um boletim de ocorrência contra um homem desconhecido, que teria se masturbado ao observar a vítima passar próximo ao cruzamento das ruas Onofre Gonçalves Lopes e José Taveira.

A mulher relata que foi até a casa da babá de suas filhas, quando um homem em um carro passou ao lado dela e começou a observá-la pelo retrovisor. Ao retornar e passar novamente ao lado do carro do autor, ela percebeu que o homem estava com pênis para fora da roupa se masturbando e olhando para ela.

Diante dos fatos, a mulher resolveu comparecer na Delegacia de Polícia, onde foi registrado um boletim de ocorrência por ato obsceno. Ela passou algumas características do veículo, o que pode ajudar nas investigações. O caso segue sob investigação.

Outro caso

No dia 29 de dezembro de 2017, compareceu na Delegacia de Polícia de Nova Andradina uma jovem de 19 anos noticiando que, por volta das 15h30, voltava do centro da cidade sentido à sua residência pela Rua Elizabeth Robiano, quando, no momento em que caminhava pela via, nas proximidades da Câmara Municipal, um homem que estava de bicicleta a teria desrespeitado.

Segundo a garota, o autor, de cerca de 40 anos, estava sobre a calçada, momento em que veio em sua direção. 

Na sequência, ele abriu o zíper da bermuda que usava, retirou o órgão genital e começou a se masturbar na frente da vítima, em plena via pública. A moça relatou que o autor não disse nada, apenas praticava a masturbação.

Em determinado momento, quando um veículo passou pelo local, a vítima tentou chamar a atenção do condutor, momento em que o autor montou na bicicleta e fugiu. A garota então correu até uma residência em construção existente nas imediações e telefonou para que seu pai fosse até lá busca-la.

Naquela ocasião, a jovem e o pai andaram pelas imediações na tentativa de localizar o autor, porém sem sucesso. O caso foi registrado como importunação ofensiva ao pudor e deverá ser apurado pela Polícia Civil. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.