Buscar

Na repressão à pesca predatória, PMA apreende 600 metros de redes em rios da região

Fiscalização aconteceu no Rio Anhanduí, Pardo e Paraná, nos municípios de Santa Rita do Pardo, Nova Andradina e Bataguassu

Cb image default

Fiscalização ocorreu entre o dia 27, às 5h00, até à noite dessa quinta-feira (28) - Foto: Divulgação/PMA

Um total 600 metros de redes de pesca, 150 metros de espinheis com vários anzóis e 57 anzóis de galo (petrechos proibidos) foram apreendidos pela PMA (Polícia Militar Ambiental) de Bataguassu que trabalha na ‘Operação Copa Tranquila’.

Cb image default

Grande quantidade de petrechos ilegais foi apreendida - Foto: Divulgação/PMA

Segundo as informações a que o Nova News teve acesso, a ação policial aconteceu durante fiscalização preventiva à pesca predatória entre o dia 27, às 5h00, até à noite dessa quinta-feira (28), no Rio Anhanduí, Pardo e Paraná, nos municípios de Santa Rita do Pardo, Nova Andradina e Bataguassu.

Os infratores que armaram as redes e os demais petrechos ilegais não foram localizados e nem identificados. Foram soltos em torno de 15 kg de peixes e uma tartaruga que estavam vivos e presos às redes no momento da retirada. Este tipo de fiscalização é fundamental. A retirada desta quantidade de petrechos ilegais dos rios impede a degradação dos cardumes.

PGlmcmFtZSBpZD0iXzMxMm0xamU1YSIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC9nQkNITzNXd3RDOD9yZWw9MCZhbXA7YW1wO3Nob3dpbmZvPTAiIGZyYW1lYm9yZGVyPSIwIiBhbGxvd2Z1bGxzY3JlZW49IiI+PC9pZnJhbWU+

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.