Buscar

Namorado é preso acusado de matar douradense na Espanha

O suposto assassino da douradense Patrícia Souza Leal, 28 anos, encontrada morta na Espanha, foi preso pela polícia nesta segunda-feira. A informação é da família da vítima. O acusado é um homem da República Dominicana, que seria namorado de Patrícia.

Segundo informações do site Dourados Agora, o homem foi preso e está à disposição da justiça espanhola, que deve julgá-lo posteriormente.

Patrícia morava fora do Brasil há oito anos. Primeiramente foi para Portugal, onde viveu por quase dois anos e, há seis anos, estava em Madrid, onde já atuou como doméstica e ultimamente era babá.

Segundo a mãe, Patrícia queria montar uma loja de roupas em Dourados e retornaria ao país em 2015.

Caso

Patrícia morava há cerca de oito anos em Madrid. Ela encontrada, na noite de quarta-feira (15), morta a facadas. O chefe de Patrícia estranhou a falta dela no trabalho, então, ligou para um amigo da jovem, que foi até a casa e a encontrou morta embaixo do chuveiro. Os amigos suspeitam do namorado, que tinha um relacionamento com ela há dois meses

Mas de acordo com a tia da jovem, além do namorado, surgiu um segundo suspeito pelo assassinato de Patrícia. A polícia espanhola informou monitorar outra pessoa, mas não deu detalhes do caso para não vazar a informação e atrapalhar as investigações.

Para transportar o corpo de Madrid até São Paulo, a família precisará pagar R$ 17 mil. Inicialmente, eram necessários R$ 45 mil, mas o consulado brasileiro na Espanha conseguiu reduzir o valor do translado.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.