Buscar

“Nenê do PCC” é preso pela SIG da Polícia Civil em Nova Andradina

Ação teve apoio da Polícia Militar

Imagens: Divulgação / PC

Cb image default

A Polícia Civil de Nova Andradina, por intermédio da SIG (Seção de Investigações Gerais), prendeu em flagrante delito, nas últimas horas, E.N.L., de 37 anos, conhecido como “Nenê do PCC”, por tráfico de drogas.

Os agentes da SIG receberam denúncia anônima de que o autor adquiriria certa quantia de crack para fazer a venda da mercadoria, sendo que, ele já tem passagens por tráfico de drogas nos anos de 2008 e 2014 e já é constantemente monitorado pela polícia.

A SIG monitorou a residência do autor, que fica no Bairro São Vicente, sendo que por volta das 21h30 desta terça-feira (05), os policiais visualizaram o momento em que ele entrou em um veículo Toyota Corolla, de cor preta, conduzido por outro homem, e seguiram sentido ao centro da cidade.

O carro foi seguido até o Bairro Durval Andrade Filho (Morada do Sol), mas sumiu de vista por alguns minutos. Quando o veículo foi novamente visualizado pela equipe policial, foi abordado, momento em que os dois ocupantes desceram, sendo visualizado que o autor estava no banco do carona.

Cb image default

Foram feitas buscas pessoais nos dois e nada de ilícito foi encontrado. No interior do veículo, mais precisamente na porta dianteira do carona, os policiais civis encontraram duas pedras brutas de crack dento de um pacote plástico.

Naquele momento, “Nenê do PCC”, percebendo que a droga seria encontrada, pulou o muro de uma residência e empreendeu fuga por cima dos telhados das casas, quebrando várias telhas. Imediatamente os dois policiais civis da SIG acionaram outros agentes, o delegado Rafael de Souza Carvalho, que já estava acompanhando a diligência por telefone, os policiais militares da Rádio Patrulha e da Força Tática.

Depois de mais de uma hora de buscas os policias encontraram o autor em cima do telhado de uma casa. Ele desceu, foi algemado e em seguida encaminhado para a 1ª Delegacia de Nova Andradina, onde assumiu a propriedade do entorpecente, porém alegou ser apenas usuário de drogas. Apesar de suas alegações, foi autuado em flagrante por tráfico, considerando que portava duas pedras brutas de crack, que após beneficiadas poderiam render até 60 porções, o que equivaleria a cerca de R$ 900,00.

O condutor do veículo demonstrou que não tem envolvimento com a droga, sendo ouvido como testemunha e liberado.

Cb image default

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.