Buscar

Nova Andradina – Alvo de criminosos, loja tem prejuízo de R$ 23 mil em menos de um mês

Em duas ações semelhantes, ladrões subtraíram diversos telefones celulares

Imagens e vídeo: Cedidos pela Empresa

Cb image default

Na madrugada deste domingo (05), uma loja de móveis e eletrodomésticos, localizada na Avenida Antônio Joaquim de Moura Andrade, região central de Nova Andradina, voltou a ser alvo de furto. Um criminoso furtou diversos telefones celulares. Segundo o gerente, os aparelhos furtados mais os danos ao prédio, que teve o vidro quebrado, chegam a cerca de R$ 15 mil.

O mesmo estabelecimento já havia sido alvo de um furto semelhante no dia 11 de julho, quando o prejuízo foi de cerca de R$ 8 mil. Se somados os prejuízos resultantes das duas ações criminosas, a perda do comércio chega a R$ 23 mil em menos de 30 dias. “A falta de segurança em nossa cidade está demais. Como a gente vai conseguir trabalhar deste jeito”, desabafou o responsável pelo comércio.

O Nova News ateve acesso às imagens do sistema de monitoramento da loja, que mostram a ação do criminoso.

PGlmcmFtZSBpZD0iX3EyN291NzBvZCIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC9hZVladzVNdWRCOD9yZWw9MCZhbXA7YW1wO3Nob3dpbmZvPTAiIGZyYW1lYm9yZGVyPSIwIiBhbGxvd2Z1bGxzY3JlZW49IiI+PC9pZnJhbWU+

 Assim como na ação do dia 11 de julho, no crime ocorrido na madrugada deste domingo (05), o criminoso se aproxima da loja e arremessa algo contra o vidro, que é quebrado. Na sequência, o ladrão entra no estabelecimento e, em poucos segundos, consegue subtrair os aparelhos e sair com os produtos.

Após perceber o furto, o responsável pelo comércio acionou as autoridades, que estiveram no local para a realização dos devidos levantamentos. Segundo o gerente, um boletim de ocorrência deverá ser registrado na Delegacia de Polícia de Nova Andradina para que o caso seja investigado.

Com relação ao furto ocorrido no dia 11 de julho, o criminoso foi identificado e localizado pela Polícia Civil, porém, por não ser detido em flagrante, ele responde em liberdade. O ladrão disse que já havia se desfeito dos celulares e que não teria como ressarcir a loja pelos prejuízos causados. O gerente do comércio critica a legislação brasileira, que, em suas palavras é branda demais, e teme que desta vez, o comércio também não consiga reaver os objetos subtraídos. 

Cb image default

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.