Buscar

Nova Andradina, Batayporã, Ivinhema, Bataguassu e Anaurilândia estão na mira da fiscalização contra o tráfico de papagaios

PMA e IBAMA iniciaram a Operação Bocaiúva nesta sexta-feira (14)

Cb image default
Imagem: Divulgação / PMA

Com o início da reprodução do papagaio neste mês de agosto, a Polícia Militar Ambiental (PMA) e o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (IBAMA) iniciaram, nesta sexta-feira (14), Operação Bocaiúva, que visa combater o tráfico destes animais.

Segundo as autoridades envolvidas, a ação ocorre em todo o MS, porém, com foco principal na região considerada como crítica, da qual fazem parte os municípios de Nova Andradina, Batayporã, Ivinhema, Bataguassu, Anaurilândia, Novo Horizonte do Sul, entre outros.

A Operação Bocaiúva envolve policiais e fiscais no intuito principal de evitar a retirada dos filhotes dos ninhos. As equipes são distribuídas em fazendas e na realização de bloqueios, principalmente nos acessos ao estado de São Paulo.

Outros órgãos de segurança, como, outras unidades da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal, principalmente da região com maior índice do tráfico, são alertados para se atentarem ao problema neste período e darem apoio à operação.

Como o que interessa ao comprador na espécie é a capacidade que ela tem de aprender a imitar a voz humana, a retirada só é realizada enquanto os exemplares são ainda filhotes.

Por esse motivo, o período de agosto a dezembro é preocupante com relação ao tráfico de animais silvestres no Estado de Mato Grosso do Sul, pois é o período reprodutivo dos papagaios, que é o animal mais traficado no Estado.

Na região do Vale do Ivinhema, denúncias e informações podem ser repassadas à Polícia Militar Ambiental de Batayporã pelo telefone (67) 3443-1095.

Entre em contato com o Nova News 

Para falar com a equipe do Nova News, encaminhar fotos, denúncias e sugestões, entre em contato pelo WhatsApp (67) 9 9619-3999. Mas não é só isso! Enviando a palavra “SIM” para o mesmo contato, o leitor é cadastrado e passará a receber gratuitamente, via WhatsApp, as principais notícias do dia!!! 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.