Buscar

PMA autua homem por maus tratos a animais e morte de égua na cidade de Batayporã

Equino teria morrido de fome e sede, aponta laudo elaborado pela Vigilância Sanitária 

A PMA localizou o proprietário dos animais e o conduziu à delegacia de Polícia Civil de Batayporã, onde ele foi autuado (Foto: Divulgação/Polícia)

Uma equipe de policiais militares de Batayporã atendeu uma ocorrência, com relação a dois equinos que se encontravam abandonados no perímetro urbano. Ao chegar ao local, os policiais perceberam que uma égua já estava morta e, junto a ela, um filhote que também estava abandonado, em situação de maus-tratos pela falta de alimento e água.

A PMA pediu a um veterinário da vigilância sanitária para avaliar o que teria causado a morte do animal, sendo respondido, através de laudo, que a principal causa seria o abandono, a falta de alimentos e água. O fato ocorreu no último dia 14, sendo que, nesta quarta-feira (16), a PMA localizou o proprietário dos animais e o conduziu à delegacia de Polícia Civil de Batayporã, onde ele foi autuado por crime ambiental de maus-tratos a animais.

O autuado, de 87 anos, residente em Batayporã também recebeu multa administrativa de R$ 1 mil. Ele terá o direito de defesa, junto ao Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), que é órgão que julgará a infração administrativa. A pena para este crime é de três meses a um ano de detenção.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.