Buscar

PMA de Batayporã prende paranaenses acusados de pescar com petrechos ilegais no Rio Ivinhema

Conforme a divulgação da PMA, o pescado apreendido será doado para instituições filantrópicas (Imagem: Divulgação/PMA)

A Polícia Militar Ambiental (PMA) de Batayporã prendeu dois homens, um de 41 e outro de 50 anos, ambos do Estado do Paraná, acusados de pescar com petrechos ilegais no Rio Ivinhema, no município de Angélica. A prisão ocorreu nesta quinta-feira (21), durante fiscalização que faz parte da Operação Tiradentes, deflagrada nesta quarta-feira (20).

Conforme relato dos militares, a dupla foi flagrada pescando com espinhéis e redes de pesca, petrechos que segundo a PMA são proibidos. Os infratores foram presos em flagrante enquanto conferiam um espinhel de 50 metros, nele havia pelo menos 20 anzóis. O flagrante ocorreu nas proximidades da Foz do Córrego Papagaio, no município de Angélica. Diante do fato a dupla também apontou onde haviam armado uma rede de pesca.

No acampamento dos infratores, foram apreendidos 10 kg de pescado, um barco e um motor de popa. A dupla foi conduzida até a Delegacia de Polícia Civil de Angélica, onde foi autuada em flagrante por crime ambiental de pesca predatória. Os homens também foram autuados administrativamente e multados em R$ 900 cada um. Após o pagamento da fiança, eles deixaram a prisão. Conforme a divulgação da PMA, o pescado apreendido será doado para instituições filantrópicas.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.