Buscar

Polícia cerca cemitério e dois são detidos com arma de fogo durante operação

Um adolescente de 16 anos tentou agredir um policial desferindo um chute que o atingiu na região da barriga

Cb image default

Arma foi apreendida pelos policiais civis durante a operação - Foto: Divulgação

Um local santo, que abriga o descanso daqueles que já se foram, foi palco de uma operação policial deflagrada na manhã dessa quarta-feira (07) em Ivinhema. Uma denúncia motivou a ação da Polícia Civil que culminou com a prisão de duas pessoas e na apreensão de uma arma.

Segundo as informações do site Ivi Notícias, a equipe do setor de investigações estava em diligências pela cidade quando, por volta das 10h, recebeu a denúncia de que um grupo com vários indivíduos havia entrado no Cemitério Municipal, e que um deles portava um revólver.

A equipe, chefiada pelo delegado titular Ricardo Cavagna, se encaminhou até lá e cercou as saídas do local para capturar os suspeitos. Diante do grande número de pessoas reunidas, foi solicitado reforço, quando outra equipe da Polícia Civil se deslocou até o endereço, mas antes da chegada dos outros policiais, um dos indivíduos efetuou um disparo com a arma de fogo.

Segundo o delegado, após o disparo a equipe policial surpreendeu os indivíduos que tentaram empreender fuga. "Logo após o recebimento da denúncia de que um grupo de indivíduos havia adentrado ao cemitério local, sendo um deles armado com um revólver, nos deslocamos imediatamente até lá, e diante do grande número de pessoas, nos camuflamos e aguardamos a chegada de reforço, porém antes da chegada dessa outra equipe, um dos indivíduos efetuou um disparo. Cercamos o grupo e demos ordem de parada, mas todos desobedeceram e tentaram se evadir. Felizmente nossa equipe foi mais eficiente, saímos no encalço dos mesmos e todos foram capturados", disse o delegado.

De acordo com o apurado ainda pelo site local, um dos indivíduos, um adolescente de 16 anos, ainda tentou agredir um policial, desferindo contra ele um chute que o atingiu na região da barriga. Os indivíduos, em um total de seis pessoas, foram conduzidos a Delegacia de Polícia Civil, onde todos foram ouvidos. Um deles, um jovem de 18 anos de idade, logo confessou que foi ele quem efetuou o disparo, afirmando que para tanto pagou a quantia de R$ 10,00 ao proprietário da arma de fogo, o adolescente de 16 anos de idade. A versão foi confirmada por todos envolvidos.

O jovem que efetuou o disparo foi autuado em flagrante pela prática do crime de disparo de arma de fogo, que prevê pena de até quatro anos de reclusão. Já o adolescente foi apreendido em flagrante pela autoridade policial e recolhido em cela própria na delegacia. "O adolescente foi apreendido, porque além de estar portando uma arma de fogo com numeração suprimida, um revólver carregado com seis munições, praticou um ato infracional com violência à pessoa, pois resistiu à ação policial com agressão física a um agente. Além disso, o mesmo adolescente possui vasta folha de antecedentes policiais, com três registros por tráfico de drogas, além de roubo e furto qualificado", finalizou o delegado. (Com informações do site Ivi Notícias).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.