Buscar

Polícia Civil de Nova Andradina esclarece furto ocorrido na agência do Detran

Sem vigilância noturna, órgão fica vulnerável à ação de criminosos

Imagem: Divulgação / PC

Cb image default

A Polícia Civil de Nova Andradina, por meio da Seção de Investigações Gerais (SIG), conseguiu esclarecer um furto que ocorreu nas dependências da unidade local do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS).

Segundo o delegado Rafael Carvalho, na terça-feira (09), por volta das 23h59, indivíduos invadiram as dependências do Detran, pulando o muro, e subtraíram diversas peças das motocicletas apreendidas.

A SIG, após tomar ciência dos fatos, conseguiu desvendar o crime em menos de 24h, identificando os autores e recuperando os bens furtados. Os policiais civis encontraram oito rodas de motocicletas completas e três escapamentos em uma residência no Bairro Argemiro Ortega.

Conforme a polícia, o imóvel onde os objetos foram encontrados é moradia de dois adolescentes, um de 15 e outro de 17 anos, que são irmãos. Eles confessaram terem furtado as peças das motocicletas que estão apreendidas no Detran de Nova Andradina e ainda entregaram um terceiro adolescente, de 17 anos, envolvido no caso. Ele também confessou o crime.

Todos acabaram conduzidos para a 1ª Delegacia de Polícia de Nova Andradina, onde foram ouvidos. Eles responderão por ato infracional análogo ao crime de furto qualificado pelo concurso de pessoas. Na sequência, os autores foram liberados ao responsável legal, conforme determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Os três rapazes informaram ainda que resolveram furtar as peças das motos do pátio do Detran porque acharam fácil cometer o delito, uma vez que, atualmente, não há vigias noturnos fazendo a guarda do local.

Detran sem vigilância

Conforme apurado pelo Nova News, um possível impasse entre a empresa terceirizada, que faz a vigilância noturna no Detran, e o Governo do Estado teria resultado na suspensão dos serviços, o que acaba facilitando a ação de criminosos que furtam peças de carros e motos para a venda no mercado clandestino.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.