Buscar

Polícia descobre falso ‘galanteador’ que se passava por médico para cortejar mulheres

Cerca de 20 mulheres de Nova Andradina e Anaurilândia foram os alvos do ‘galanteador’

Cb image default
Jovem pedia às mulheres que lhe enviasse fotos nuas ou sensuais através do whatsapp - Foto: Ilustração

Escolhidas aleatoriamente, mulheres de Nova Andradina e Anaurilândia foram os alvos de um homem que se passava por médico para cortejá-las. J.G.P., de 22 anos, chegou a ser preso e posteriormente foi liberado para responder o processo em liberdade.

Segundo as informações a que o Nova News teve acesso, desde o último dia 20 de fevereiro a Polícia Civil de Anaurilândia vem realizando diligências no intuito de apurar a identidade do indivíduo, que estaria se passando por um médico atuante naquela cidade para se aproximar de mulheres.

Após uma série de diligências investigativas específicas que o caso requer, a polícia apurou que o jovem também dizia ser um outro médico de Nova Andradina, sempre com o objetivo de solicitar às mulheres para que lhe enviasse fotos nuas ou sensuais através do aplicativo whatsapp. 

Em contato com o delegado Guilherme Scucuglia Cezar, responsável pelo caso, a reportagem apurou que o acusado, residente em Anaurilândia,  responderá pelo delito previsto no artigo 307 do Código Penal de falsa identidade, sendo o procedimento realizado perante a Delegacia de Polícia de Anaurilândia. 

“Trabalhando a fundo nesse caso, conseguimos êxito na identificação do acusado que teria tentando seduzir pelo menos de 20 mulheres ao se passar pelo falso médico de Anaurilândia e ainda de outro de Nova Andradina que não sabemos quem seria”, expôs a autoridade policial.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.