Buscar

Polícia Militar Ambiental de Bataguassu autua dois infratores em R$ 318 mil por desmatamentos ilegais

Um dos autores mora em Presidente Venceslau (SP) e o outro em Campo Grande (MS)

Imagem: Divulgação / PMA

Cb image default

Durante fiscalização ambiental nas propriedades rurais do município, visando a prevenção e repressão ao desmatamento ilegal e ao tráfico de papagaios, a Polícia Militar Ambiental (PMA) de Bataguassu autuou, nesta quarta (18), dois pecuaristas por desmatamentos ilegais.

As áreas desmatadas ilegalmente medidas com uso de GPS perfizeram 46,93 hectares destruídos, dentro de área protegida.

Um homem de 89 anos, residente em Presidente Venceslau (SP), foi autuado e recebeu multa administrativa de R$ 216.519,00 pelo desmatamento de 30,93 hectares, em sua fazenda no município de Bataguassu.

Outro infrator, de 62 anos, residente em Campo Grande, foi autuado administrativamente em R$ 112.000,00, por ter desmatado 16 hectares em sua propriedade, também no município de Bataguassu.

Os autores suprimiram a vegetação para plantio de pastagem. A madeira proveniente da vegetação desmatada não estava mais no local, havendo somente restos de árvores em meio à pastagem.

Segundo a PMA, os autuados também responderão por crime ambiental, que prevê pena de um a três anos de detenção. Além disso, eles foram notificados a apresentarem planos de recuperação das áreas degradadas.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.