Buscar

Polícia Militar Ambiental inicia a “Operação Finados” em Mato Grosso do Sul

Pesca predatória e tráfico de papagaios estão na mira dos agentes

Imagem: Divulgação / PMA

Cb image default

A Polícia Militar Ambiental (PMA) iniciou nesta quinta-feira (31), a “Operação Finados”, que deverá ser encerrada na terça-feira (05). Cerca de 340 policiais foram mobilizados para atuar nesse período, sendo que, todos os anos é registrado aumento no número de pescadores por conta do fechamento da pesca.

O Comando da PMA determinou que as oito Subunidades responsáveis pela fiscalização nos rios Paraná, Aporé e Paranaíba intensifiquem a fiscalização nestes locais onde a pesca foi fechada nesta sexta-feira (01).

As Subunidades de Cassilândia e Aparecida do Taboado desenvolverão fiscalização com maior atenção aos rios Paranaíba e Aporé, mas também com responsabilidades aos trechos do Rio Paraná sob suas circunscrições e aos rios de ambas as bacias, onde a pesca só fecha 00h00 do dia 05.

As Subunidades de Três Lagoas, Bataguassu, Batayporã, Naviraí, Porto Primavera (Anaurilândia), do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, Naviraí e Mundo Novo intensificarão a fiscalização no leito do Rio Paraná, onde o período de defeso começou nesta sexta (01).

Os policiais também estarão atentos aos demais rios da bacia, onde a pesca fecha no dia 05, no intuito de se evitar a pesca predatória relativa à captura e transporte de pescado fora da medida, acima da cota permitida, com petrechos proibidos e em locais proibidos.

Durante a operação, a PMA também dará atenção especial ao combate do tráfico de animais silvestres, como, por exemplo, o papagaio, já que, de agosto a dezembro é o período de reprodução da ave, que é a espécie mais traficada no Estado.

Desde o dia 02 de setembro está sendo realizada a Operação Bocaiúva na região com problema de tráfico. Ninhos estão sendo monitorados nos municípios de Jateí, Batayporã, Bataguassu, Ivinhema, Novo Horizonte do Sul, Anaurilândia, Santa Rita do Pardo, Nova Andradina, Taquarussu, Brasilândia, Naviraí e Mundo Novo.

Só neste ano já foram apreendidos 180 papagaios no Estado. As Subunidades da PMA que cobrem estas áreas estarão monitorando o movimento dos traficantes. Em princípio, para evitar que as aves sejam retiradas, mas também reprimindo e prendendo os autores quando não for possível evitar a retirada dos bichos.

Além disso, outros crimes ambientais e também delitos diversos também serão combatidos e prevenidos pela PMA. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.