Buscar

Policiais ambientais de Batayporã e Anaurilândia autuam pescador paulista em R$ 7 mil

Fato ocorreu nesta terça-feira (23)

Foto: Divulgação/PMA

Cb image default

Policiais militares ambientais de Batayporã e Anaurilândia prenderam e autuaram um paulista em R$ 7 mil por captura de peixes ‘Dourado’ e ‘Piracanjuba’, com pesca proibida e apreenderam uma lancha no Rio Ivinhema, em Angélica, nesta terça-feira (23).

Após denúncia de que pessoas estariam realizando pesca predatória em uma lancha no Rio Ivinhema, no município de Angélica, as equipes realizaram diligências e localizaram a embarcação em um rancho de pesca.

No local, em vistoria em um freezer, foi encontrado um exemplar de ‘Dourado’, que tem sua captura proibida por lei. Em outro, foi encontrado um exemplar de ‘Pintado’, com medida inferior à permitida. Os policiais encontraram ainda três exemplares de ‘Piracanjuba’, que também tem pesca proibida por lei, além de pequenas quantidades de outros peixes diversos, totalizando 34 kg.

Os policiais apreenderam o pescado e a lancha de alumínio acoplada com motor Yamaha 115 HP utilizada na pesca predatória.

O proprietário do rancho, de 61 anos, morador em Votuporanga (SP), recebeu voz de prisão e foi encaminhado, juntamente com o material apreendido, para a Delegacia de Polícia Civil de Angélica, onde foi autuado em flagrante pelo crime ambiental e saiu depois de pagamento de fiança. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$7.038,00.

Cb image default

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.